quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012






Subi a gola quente do casaco acastanhado
Abracei a neblina gelada e matinal
Própria de um Inverno pouco desejado
Que gela os ossos de forma descomunal.
Em passos lentos pisava o gelo da calçada
A mente levitava para lá da neblina
Na busca da jornada ou do caminho esquecido.
Ao longe, leve sombra abraçava sua amada
No entrelaçar de um coração aquecido.
Parei...
À frondosa árvore me encostei
Magiquei se poderia emitir um sorriso
Saberia fazê-lo?
Ou iria novamente perdê-lo?
Baixei o olhar para a calçada enregelada
E quase envergonhada
Fiz renascer o que há tanto perdi
E....
Finalmente sorri



Garça Real





20 comentários:

Fa menor disse...

Há que sorrir... sempre. Apesar do frio, do cinzento dos dias que nos quer deprimir...

Bjos

Pena disse...

Maravilhosa Poetiza Amiga:
"...Baixei o olhar para a calçada enregelada
E quase envergonhada
Fiz renascer o que há tanto perdi
E....
Finalmente sorri..."

Que "coisa" mais linda e preciosa, brilhante poetiza.
Escreve versos deliciosos, puros e fantásticos.
É prodigiosa e perfeita, sabia?
Sou muito seu amigo.
É notável e extraordinária no seu sentir sonhador.
Beijinhos amigos de respeito pelo seu gigantesco talento e magia, sublime poetiza de sonho.
Sempre a admirá-la.
Grato pela ternura expressa no meu blog que adorei.


pena

Bem-Haja, consagrada poetiza fascinante e perfeita.
Adorei.

tulipa disse...

Como sempre um poema cheio de beleza.
Lindo...
Obrigada pela partilha.

Ando com vontade de te ver
no meu novo blog,
porque fiz 2 posts com fotos que fiz na minha visita ao Algarve em Setembro de 2010,
com um POETA da terra - TAVIRA.

Também gostaria que visse os últimos 2 posts, um pela foto (pés descalços) e outro pela descoberta que fiz.

Nunca tinha ouvido falar de LYA LUFT.
e tu, conheces?
passei a conhecer agora,
sempre ouvi dizer,
todos os dias se aprende...
pois bem, aprendi mais alguma coisa sobre alguém interessante.

Lê com calma
"Canção das mulheres"
eu acho que é aquilo que todas as mulheres queríamos que o nosso companheiro fizesse...
ora espreita!

Beijinho

São disse...

Ainda bem o sorriso voltou...oxalá fique!

Bons sonhos

BlueShell disse...

Apesar do frio e da neblina...surge um sorriso...Há lá coisa mais bela???
Bj

A.S. disse...

Um sorriso enregelado que aqueceu a alma!...

Belo o teu poema!


Beijos,
AL

lua prateada disse...

E aqui está um maravilhoso poema, todo ele perfeito...parabéns amiga...
BJ
Feliz fim de semana

SOL

rosa dourada/ondina azul disse...

Imagino que belo sorriso tu fizeste!

Deixo um abraço e um sorriso,

Feliz Ano Novo!

Mário Margaride disse...

Lindíssimo poema amiga Garça!

Apesar do frio que nos gela os ossos...há sempre o nascer do sol, para nos aquecer a alma e o coração...

Um bom fim de semana minha amiga.

Beijinhos de carinho e amizade.

Mário

Eduardo Aleixo disse...

Finalmente o teu sorriso venceu a neblina e o gelo do inverno ao materializares o sonho perdido, recuperação da esperança, sinal que as águas do lago se preparam para o abraço florido da merecida primavera.
Um beijinho.

Isabel José António disse...

Querida Amiga Garça,

Lindo poema e tão verdadeiro.

Tudo habita dentro de nós. Mesmo o Universo inteiro de que somos um pequeno fragmento. Só que esquecemo-nos disso constantemente.

Somos o TUDO e o NADA em andamento
Constantemente em eterna descoberta
E não paramos em nenhum momento
Ainda que nos deixem a porta aberta

Pairamos por sobre a realidade
Dizendo não sabermos onde esteja
E mesmo à nossa frente a Verdade
Nos chama e nos diz: Olhe e veja!

Veja com olhos de ver e Sorria!
Acorde desta enorme sonolência
Se quiser a vida será eterna magia
Talvez mesmo aquela transcendência

Se prestarmso toda a nossa atenção
Ao AGORA ao momento que é PRESENTE
Sentiremos tudo com nosso coração
E tudo à nossa volta fica vivente


Um grande abraço

José António

Nilson Barcelli disse...

E como é bom saber sorrir a cada passo...
Belo texto. Gostei.
Querida amiga, tem uma boa semana.
Beijo.

Sonhadora disse...

Minha querida

Por vezes esquecemos o sorriso e ficamos muito longe de nós...mas de repente pode aparecer uma luz ao fundo do túnel e abraçamos a vida, temos que esperar por vezes não encontramos.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

O Árabe disse...

Sempre sorrimos... quando fazemos renascer o que existe em nós. Boa semana, amiga!

poetaeusou . . . disse...

*
a tua frondosa arvore,
é o meu sentido Mar,
expansivo, democrático,
de todos e só dele . . .
,
adorei o teu postado,
interpretei á minha maneira ...
,
conchinhas acastanhadas,
com maresias matinais
deixo - te
*

DE-PROPOSITO disse...

E....
Finalmente sorri
---------
É bom sorrir. E acho que só o ser humano sorri!
----
Felicidades

Pena disse...

Notável e Estimada Poetiza Amiga:
Que poema delicioso e terno.
Fantástico. Parabéns de verdade.
Desejo-lhe uma semana excelente na companhia dos seus.
Com respeito e admiração sempre e de forma constante.
Grato pela honra da sua pura e mágica amizade.


pena

O Árabe disse...

Boa semana, amiga. Aguardo o novo post.

Mário Margaride disse...

Querida amiga Garça, passo por aqui para reler este lindo poema, e desejar-te uma excelente semana com tudo de bom!

Beijinhos carinhosos.

Mário

rosa dourada/ondina azul disse...

Trago um pouco do tesouro para o teu Lago :)

Beijo com amizade,