quarta-feira, 8 de junho de 2011






Senti o calor dos braços teus
Onde perdidos ficaram beijos meus
Olhar cerrado na espera do momento
Aconchego de mistura doce
De carinho e amizade
Onde houve até rasgos de sofrimento.
Chegaste carregado de saudade
Onde querida era a palavra preferida.
Nunca sei se partes ou regressas
Fazes da vida e da espera uma magia
Onde o querer em te ter me oferece nostalgia.
Sei apenas que fica um rasto do teu odor
Colado à pele com tinta de clamor
Não sei se sabemos, ou se não queremos
Escrever as quatro letras...
Da mais bela palavra de amor.




Garça Real






16 comentários:

Anónimo disse...

Outro lindo poema de encanto!!!

Bjs

Solange disse...

um lindo poema que descreve o que vivo atualmente..

bjs.sol

Perla disse...

:)
Por vezes essa palavra, amor, custa tanto a dizer!

Pena disse...

Excelente e Notável Poetiza Amiga:
"...Senti o calor dos braços teus
Onde perdidos ficaram beijos meus
Olhar cerrado na espera do momento
Aconchego de mistura doce
De carinho e amizade
Onde houve até rasgos de sofrimento.
Chegaste carregado de saudade
Onde querida era a palavra preferida..."

Delicioso poema de amor feito com o seu encanto habitual. É perfeita e sublime no que cria de literatura poética assinalável, gigantesca e de fascínio.
Parabéns sinceros.
Leio tudo o que tem a sua doce assinatura do seu sentir que faz sonhar.
Abraço amigo de respeito pelo seu talento poético ímpar.
Sempre a admirá-la imenso.

pena

Notável, poetiza.
Bem-Haja, pelo que concebe de beleza. SEMPRE!
Adorei.

Humberto Baião disse...

mui lindo !!!!
bjssssssssssssssssss

rosa dourada/ondina azul disse...

Um belo poema de amor!

Querida Garça, deixo um beijo deste meu jardim:)

Multiolhares disse...

por ser uma palavra forte demais, por vezes é difícil ser dita, se não trás essa carga de força que esperamos e precisamos
bjs

Layz Costa disse...

lindo poema..
belas palavras..
amei seu cantinho e passo a te seguir..
quando puder, faça uma visita!
tenha uma ótima semanaa..

Daniel disse...

Acredito, sinceramente, que quando o amor tem dúvida se "fica ou parte" existe.

O amor que ama sempre "fica".

Daniel

O Árabe disse...

Demoramos, talvez, amiga... mas um dia todos a aprendemos. :) Bom resto de semana, belo texto!

Eduardo Aleixo disse...

Mais um lindo e sentido poema de amor. Gosto muito de te ler. Beijinhos à Garça.

Multiolhares disse...

vim ver se tinhas novidades e deixar uma beijoka

Pena disse...

Deslumbrante Poetiza Amiga:
Toda a poesia que elabora e brota de si, fascina e enternece.
Sou muito seu amigo.
Os seus versos são mágicos e sublimes, com sinceridade e verdade.
Leio tudo com a sua preciosa assinatura, acredite?
Bem-Haja, pelo seu presente talento "explosivo" poético.
Com respeito profundo pela sua significação poética imensa de que todos gostam.
Sempre a admirá-la

pena

Bem-Haja, poetiza brilhante e esplendorosa.
É fabulosa.
Excelente fim-de-semana na companhia dos seus.
Adorei.

O Árabe disse...

Boa semana, amiga; aguardo o novo post! :)

gaivota disse...

minha amiga, obrigada pelo apoio e cuidado, correu bem, muito dolorosa, mas estou CÁ!
beijinhos

Don Juan disse...

Olá , fico radiante quando aparece a me comentar , pois , sabe muito bem o que diz...

Muito bom este seu blog.

Bom fim de semana. beijo