quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011




Quando sinto o coração apaziguado
Já morto de ti
Pairando em ondas de sonolência
Esquecido do teu toque já passado
Regressas em louca turbulência
Fingindo que não parti.
Estendes a mão repleta de sentir
Inventas-me num desenho só teu
Entras lento no sonho que é meu.
Envias a canção que foi nossa
Que juntos ouvimos na união de nossa mão
E que em noite brilhante e já distante
Para a minha alma te pedi guarida
E na junção de nossos braços
Dançámos então...
A canção da nossa vida



Garça Real




12 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre ecrito com a pena da alma.

E na junção de nossos braços
Dançámos então...
A canção da nossa vida

Mais nada a dizer...lindo.

Beijinho
Sonhadora

Solange disse...

lindo poema..
e que invasão bem vinda..

bjs.Sol

Paulo disse...

Gostei muito, está repenicado de sentimento :))

Logo que li a 1ª vez sobressaiu esta frase bonita «Entras lento no sonho que é meu» ^_^

Beijinho e um sorriso *_*

Multiolhares disse...

que a canção da vossa vida seja escutada pela alma e que possam bailar a sonata do amor abrigados pelo manto de estrelas
bj

Humberto Baião disse...

obrigado

Pena disse...

Fabulosa Poetiza Sublime:
Um poema delicioso e fantástico de amor que me parece já consolidado pela vifa.
"...Inventas-me num desenho só teu
Entras lento no sonho que é meu.
Envias a canção que foi nossa
Que juntos ouvimos na união de nossa mão
E que em noite brilhante e já distante
Para a minha alma te pedi guarida
E na junção de nossos braços
Dançámos então...
A canção da nossa vida..."

Perfeito versejar doce.
Linda.
Abraço amigo ao seu talento e deslumbre dos versos que constrói com dedicação, pureza e beleza imensas.
Com respeito.
Sempre a admirá-la

pena

Excelente!
É uma genial poetiza de sonho.
Parabéns.

Eduardo Aleixo disse...

É uma valsa de palavras lindas e simples e cheias de saudade e de amor.
É uma valsa de Garça leve e triste, mas que deixa quem a vê com o coração embalado de doçura.
É um poerma muito bonito. Parabéns. Beijo

O Árabe disse...

Sentimento e recordações... bela mistura! Boa semana, amiga; fica bem.

Vieira Calado disse...

Recordações...

de mulher que ama...

Saudações poéticas

Perla disse...

Há sempre uma canção que nos desperta. Por vezs a canção do bandido...

Valter Montani disse...

Absolutamente lindo Garça, bjs e bom fim de semana.

Dreamaster disse...

Bem tive ausente e sem muito tempo pra ir á net mas aqui estou.

Gostei muito do poema mas principalmente da parte:

"E na junção de nossos braços
Dançámos então...
A canção da nossa vida"

A união do amor.

O resto de uma boa semana menina :)


Bejinhos
D.