domingo, 17 de maio de 2009







Quando o pecado é excesso de querer
Por se trocar o viver por um sonhar
O caminho não conduz à saída
A alma fica em escolhos perdida
Pois morreu de tanto amar.
As flores murcham e empalidecem
Procuram o beijo para renascer
Recolhem a lágrima escondida
Perdida na primavera da vida.
Essa alma em sono letárgico
Num momento que quis ser mágico
Repousa então em leito vegetante
Recordando um toque em momento amante,
Mergulhada na profundeza da saudade
Onde em trilho penoso
Trilha a rota da sua realidade.




Garça Real






18 comentários:

HOMEM (IN) COMUM disse...

Deus trabalhou nos seis dias e sétimo descansou... Hoje é domingo sétimo dia, no percurso de suas palavras...

Dizem que tudo o que é bom dura o suficiênte para ser inexquecível...

As vezes nem sempre somos merecedores dentro do castigo, ou o que parece ser um castigo...

São missões dificeis dadas a cada um... Se estivesse no meu lugar veria o quão dificil é ir avante na obrigação de ser feliz...

Em verdade, não tenho a vida que gostaria de ter, mas tenho a vida que Deus quer que eu tenha, e a vida que ele quer que eu tenha é uma vida que começou quando vim a este mundo por intermédio da mãe que tenho.

Mas... o mais engraçado é que essa vida que Deus quer que eu tenha e a que vivo é uma vida não menos que explendorosa.

A insatisfação humana está no impossivel, porquanto impossível.

Qualquer coisa impossivel, quando se torna possivel, deixa de ter o alcance da sensação magnanima das paixões.

É bom lembrar que o nosso presente é mais importante recebe-lo, e trabalha-lo porquanto Deus está presente na missão de ensinar para que possamos crescer em amor e união.

Toda missão tem um por quê.
E a nossa perdura.

Amém!!

Mateu disse...

Qdo se sonha demasiado é o que acontece ...
Nunca se deve perder a noçao da realidade...

Izinha disse...

bom dia amiga,

lindo teu poema...vim te desejar um domingo repleto de alegrias.

bjos prá ti!

poetaeusou . . . disse...

*
um belo poema, amiga,
,
nos trilhos do pecado
das margens escondidas
repousa a letargia,
metamorfoseando o caminho
da renascida realidade
o destino desta vida,
,
um lago de pilipares
em floridas conchinhas,
,
*

tulipa disse...

Belo, como sempre nos habituaste.

Beijo muito terno.

Boa semana.

Oliver Pickwick disse...

Nas coisas do amor, amgia Graça, jamais existe pecado. Nem naquelas mais excessivas.
Um beijo!

preto [e] branco disse...

"as flores murcham e empalidecem"

Não creio que possa ser o teu "Ser". As palavras que escreves expressam o desejo e o amor que em teu coração habita e... nunca será excesso.

bj...nho

Pena disse...

Sensível e Genial Poetisa Doce:
Um belo poema de deliciar e fascinar.
"...A alma fica em escolhos perdida
Pois morreu de tanto amar.
As flores murcham e empalidecem
Procuram o beijo para renascer
Recolhem a lágrima escondida
Perdida na primavera da vida.
Essa alma em sono letárgico
Num momento que quis ser mágico
Repousa então em leito vegetante
Recordando um toque em momento amante,
Mergulhada na profundeza da saudade..."

Quer na tristeza, quer na alegria, possui um encanto admirável e belo no que escreve.
OBRIGADO pela forma fabulosa como nos agracia sempre.
A sua sensibilidade, mesmo na dor, é imensa...sabe, "imensa"...!
Tem "explosões" fabulosas de versos em si que fazem maravilhar. Encantar.
BRILHANTE, mais uma vez!
Beijinhos amigos de respeito e estima gigantes.
Sempre a apreciar o que concebe com um talento enorme

pena

Bem-Haja, perfeita amiga!

O Profeta disse...

Um Violoncelo reage ao toque
Vibram as cordas, solta-se a melodia
Das mãos escultoras das notas
Saem afagos de sonora magia

Uma alma reage aos acordes
Um coração bate ao compasso
Uma voz entoa dolentemente
Um corpo deseja o abraço


Boa semana



Doce beijo

Carla disse...

porque os sonhos são deliciosos, mas por vezes afastam-nos da realidade
beijo

Nilson Barcelli disse...

Para além de poeticamente bem escrito, o teu excelente poema tem uma musicalidade linda.
Gostei imenso querida amiga.
Beijo.

Mário Margaride disse...

Querida amigos:

As saudades eram muitas, sentia a falta de escrever, de vos sentir, da vossa amizade. Mas era muito importante para mim este espaço de reflexão, esta paragem.

Muito obrigado, pelo apoio, pelo carinho e compreenção manisfestados, ao longo destes dias de ausência.

Bem hajam!

Beijos e abraços com muita amizade.

Mário

Valter Montani disse...

Amiga Garça,

Como de costume, seu texto é muito bom, agradável aos olhos e suave na alma. Mesmo que esteja tratando de uma desilusão amorosa, mais uma vez meus parabéns e tenho um lindo resto de semana, bjs

poetaeusou . . . disse...

*
passei
e deixei
um pilipar,
,
*

Mário Margaride disse...

Querida Garça

Nunca será "pecado amar demais", o amor é necessário à nossa existência, ninguém consegue viver sem amor...

Belíssimo poema!

Um bom fim de semana, com tudo de bom

Beijinhos

Mário

Pena disse...

Há certas pessoas. Há certos encantos. Há certos versos. Há certas pessoas admiráveis de sensibilidade linda.
Que já não sei o que dizer mais...?
É o seu caso, preciosa amiguinha.
Beijinhos de um gigantesco respeito e estima.
Saindo, maravilhado com o seu encanto traduzido em versos notáveis que me silenciam...
Beijinhos.


pena

Bem-Haja pela sua imensa significação de pureza e beleza ímpares...

gaivota disse...

vim sentir o pilipar da graça nas águas reais do lago mais bonito que já se viu!
beijinhosssss

rosa dourada/ondina azul disse...

Belo poema,
sensível...

A Primavera e o sonho,
são tão reais como a vida...

Beijo para ti,
que nesse Lago habitas,