segunda-feira, 5 de outubro de 2015









Deixou o Verão de o azulado céu pintar
Titubeante, curvou-se sobre o Outono
Que já espalha folhas marcando sua estação
Entregando-as ao vento e ao abandono.
O sol parte acarretando férias e o sonhar 
Breve, as chuvas pintarão as ruas, 
As janelas estarão fechadas,embaciadas
Os corpos encharcados, molhados
Substituindo os então suados.
Esbatidas aparecerão as luas
A estrada outrora banhada de luar
Onde ao toque de badaladas dançámos
Num gesto louco de amor, tão abrasador,
Também ficará molhada, encharcada
Mas mesmo assim nem a intempérie,
Deste pesado clima
Apagará os passos de dança...
Que marcámos com o nosso Muxima.


Garça Real



11 comentários:

Reflexos e Sinais da Alma disse...

Olá Menina,

Um Belo Poema que retrata o acabar de uma estação e o nascer de outra, com todas as viscicitudes que o Outono acarreta , mas com um final que busca o lado espiritual onde o Muxima sera sempre referência :)

Obrigado pelas Palavras deixadas :)

Beijinho
Luis de Sousa

Pedro Coimbra disse...

Um lindo poema de início de Outono.

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Uma belíssima relação entre o amor e a estação outonal...

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

Mar Arável disse...

Que chovam os belos relâmpagos

Bj

Jaime Portela disse...

As estações sucedem-se e o nosso estado de espírito também.
Mas ainda vem aí o verão de S. Martinho...
Magnífico poema, gostei imenso.
Garça, minha querida amiga, tem um bom domingo e uma boa semana.
Um abraço.

O Árabe disse...

Nostálgico, como ao outono convém; e colorido, coma as tintas do amor. Belo post, boa semana!

Ana Pereira disse...

Boa tarde
Passei pelo teu cantinho para te dar a conhecer o meu modesto espaço de poesia.
Espero que gostes. Um abraço, Ana Pereira
http://almainspiradora.blogspot.pt/

Maria Rodrigues disse...

A nostalgia do tempo a passar.
Belíssimo poema
Beijinhos
Maria

Jaime Portela disse...

Voltei para ver as novidades.
Mas gostei de reler o seu excelente poema.
Garça, minha querida amiga, tenha um bom domingo e uma boa semana.
Um abraço.

Fá menor disse...

A dança sempre embalará as almas ao passar das estações.