segunda-feira, 9 de abril de 2012






Encosto a cara à vidraça embaciada
Passo a mão que fica humedecida
Aclara-se a rua iluminada e amarelecida.
Ergo o olhar após uma lágrima tombada,
Perdida.
Ali estás tu atrás da tua vidraça
Olhar perdido e doce em mim pregado
Por vezes parece ter uma mordaça
Ou um toque amargurado.
Apenas um fugaz aceno
Um sorriso escorregadio na noite brilhante
Como o teu toque doce de amante.
A alma fica aquecida,
Mergulhada na recordação
O coração menos amargurado
E no recolher da noite,
Sabemos que nosso segredo...
Ficou ainda melhor guardado



Garça Real







13 comentários:

Fa menor disse...

Que a janela embaciada venha a revelar uma Primavera colorida de Vida.

Bjins

BlueShell disse...

A recordação vem atenuar a dor...Lindo!
Desculpa eu andar atrasada em minhas visitas...Demoro, mas apareço.
BJ
BShell

Guilherme Duarte disse...

Às vezes sabe bem encostar a janela à vidraça, embaciada ou molhada pela chuva e olhar o exterior com o olhar da melancolia. Depois vem o sol e saltamos para a rua. Um beijo, querida Garça.

Multiolhares disse...

segredos...quem os não tem
beijinhos

Sonhadora disse...

Minha querida

Há segredos que magoam muitos...são como uma mordaça.

Um beijinho com carinho e desejo-te um feliz fim de semana.
Sonhadora

São disse...

Há segredos e segredos...h+a, iclusivamente os de polichinelo.

Bons sonhos

Eduardo Aleixo disse...

"A alma fica aquecida,
Mergulhada na recordação
O coração menos amargurado
E no recolher da noite,
Sabemos que nosso segredo...
Ficou ainda melhor guardado"
- escreveste.
Com melancolia
E doçura.
Assim é a tua poesia. Delicada.
Suave.
Mas forte de sentimentos.
O espreitar pelas vidraças
aumenta a delicadeza do teu sentir,
como se tivesses medo
que a sombra do amor te fugisse.
Mas não. Ficou e tu guardas essa sombra luminosa
no cifre do teu oração.
Gosto de te ler.
Quando publicas os teus poemas?
Quantas vezes to tenho dito!

O Árabe disse...

Segredos... quanto mais doces, mais os queremos guardar! Belo texto, boa semana.

Nilson Barcelli disse...

Belíssimo poema.
Gostei imenso das tuas palavras.
Querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijos.

poetaeusou . . . disse...

*
adorei, minha amiga !
*
invento vidraças
nas janelas da vida
e ao virar da esquinas
engendro mistérios
correndo as cortinas
do bafo das paletas
batom de sorrisos
gizando as telas !
,
conchinhas, muitas !
*

O Árabe disse...

Boa semana, amiga. Aguardo o novo post.

O Árabe disse...

Boa semana, amiga. Aguardo o novo post.

Eduardo Aleixo disse...

Passei por aqui e deixo um beio. Bom 25 de Abril.