terça-feira, 13 de março de 2012






Lá...
Onde a luz cruza o Universo em beleza
E não existe sinónimo de tristeza
Estás tu!
Sempre presente e sempre ausente
Sempre meu no toque de luz brilhante
Tua mão em uníssono na nossa união
Porque há muito fundimos o coração.
Numa Garça rumei ao infinito distante
Lá fiquei...
Havia estrelas e luar cintilante
Loucamente te amei
E tu envolto na tua neblina
Na mão trouxeste o calor de um amante
Sussurraste palavras em surdina
E juntos num longo sabor de um beijo
Banhado em laivos de desejo
Fizemos um juramento!
Amor eterno....
Unidos tão sòmente naquele firmamento.



Garça Real





17 comentários:

A.S. disse...

Lá... onde a luz cruza o universo ficará aceso este teu poema. Eternamente!


Um abraço!
AL

Eduardo Aleixo disse...

Amor sublime de cor azul infinito suave e doce juramento escondido nas asas da garça voando em direcção ao espaço sem tempo e sem tristezas....
--------------
Ia beijar a Garça, mas ela ainda não tinha voltado do infinito azul...................
Deixo o beijo debaixo da pedra debaixo do choupo debaixo do céu....................

Sonhadora disse...

Minha querida

Lá...onde a luz cruza a escuridão...onde os corpos são noites por cumprir e os sonhos são aves perdidas vagando no infinito...fica o amor eternizado em instantes.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

São disse...

Que esse juramento se cumpra!

Do texto , gostei...claro

Bom resto de domingo

tulipa disse...

...
Vim
deliciei-me
com este belo poema!

LÁ...
onde
onde tudo acontece
fica o que quisermos que fique!

HOJE
...
Meu post é sobre
MIRÓBRIGA
uma visita que fiz,
no sábado passado e adorei.

Achas que apenas 2 horas ao computador (ordens médicas) chega para eu fazer as pesquisas que faço?
...
o meu blog tem a função de INFORMAR
- PARTILHAR INFORMAÇÃO
que além de servir aos outros, também é muito bom para mim,
vou sempre APRENDENDO ALGO MAIS.
É isso que eu gosto de fazer:
aprender até morrer!
...

A Oeste, desenvolve-se uma faixa costeira, plana até ao mar.

Região húmida, dada a proximidade do Oceano, pode considerar-se como uma zona muito fértil do ponto de vista agrícola,
permitindo também o desenvolvimento da fruticultura, comprovada arqueologicamente em Miróbriga desde a ocupação romana.

Hoje reduzida no Sudoeste alentejano, a produção de azeite bem como a vinícola parece ter sido também abundante no período romano, tendo-se mantido durante a Idade Média e a Época Moderna.

Embora sejam apenas conhecidos alguns vestígios de casas agrícolas na área circundante a Miróbriga, em Alvalade do Sado,
a aproximadamente 20 km,
conhecem-se várias dessas explorações, as uillae, que deveriam pertencer a um conjunto mais vasto de pólos de exploração agro-pecuária, em íntima relação com a grande bacia hidrográfica do Sado.

A teia de relações entre Miróbriga e Sines, a Oeste;
entre Miróbriga e as povoações a Norte (Salacia, Caetobriga?); entre Miróbriga e o Sul
(Ilha do Pessegueiro, Porto Covo, Vila Nova de Milfontes e Odemira) e ainda entre Miróbriga e as zonas do interior, deveria ter-se fortalecido com a dominação latina.

Phoenix disse...

Continuas sempre com poemas lindíssimos..
Lá, essa luz será eterna.

Beijinho *

poetaeusou . . . disse...

*
um eterno juramento,
onde se confunde
o “cá” e o “lá”,
mistura etérea,
diáfana, sublime,
aquém e além, da
fronteira misteriosa da vida …
,
conchinhas pipilipantes,
deixo.
*

Sonhadora disse...

Minha querida

Passando para deixar o meu beijinho e desejar um lindo fim de semana.

Sonhadora

Fa menor disse...

O Amor não conhece barreiras!

Bjos

Solange disse...

poetar o amor de uma forma tão sublime e livre...

bjs.Sol

Multiolhares disse...

que essa promessa de amor se cumpra no céu e na terra
bjs

O Árabe disse...

A música, amiga, complementa perfeitamente o texto e a imagem. Parabéns pela sensibilidade; ficou lindo! Boa semana.

Nilson Barcelli disse...

Magnífico poema de amor.
Gostei muito das tuas palavras, do ritmo, da sonoridade.
Enfim, o teu poema é mesmo excelente.
Beijos, querida amiga.

Guilherme Duarte disse...

Muito bonito. Parabéns poetisa. Um beijo amigo.

BlueShell disse...

Excelente: que Deus te abençoe pala alegria de poder te ler.
Bj

Carli disse...

Lindo!
Eterno!




bjs
Carli

A.S. disse...

Vens, suave num amoroso voo
Breve,como o meu eco em ti
a desfolhar-se,
abandonando-se à voragem dos lábios...

Beijos!
AL