quinta-feira, 23 de setembro de 2010




Hoje o enublado do dia
Lembrou-me o Outono brotando,
Em breve , folhas amarelecidas
Jazem tombadas e esquecidas.
A chuva miudinha a alma irá tocando
O brilho da rua reflectirá o espelhar da lua.
Queria ter-te junto a mim
Numa dádiva de ti
Caminharmos lentos
Debaixo de um só guarda chuva
Onde as gotas lambem o rosto ,
Confundem o gosto
E eternizam momentos.
Mas o sonho voa alto e em longitude
A nostalgia enrolará o corpo em solidão
E ele esmagará lento e em plenitude
Esse caminho coberto...
De destroços perdidos do coração.





Garça Real






20 comentários:

Pena disse...

Deslumbrante Poetiza Amiga:
É doce e extraordinária ler a poesia que sai de si cm beleza e ternura imensas.
Registo:
"...Queria ter-te junto a mim
Numa dádiva de ti
Caminharmos lentos
Debaixo de um só guarda chuva
Onde as gotas lambem o rosto ,
Confundem o gosto
E eternizam momentos..."

Simplesmente, sublime e arrebatador!
Parabéns sinceros pela pureza que maravilha no que concebe de enternecer.
Beijinhos amigos.
Com respeito.
Grato pela visita ao meu blogue que adorei.
Sempre a admirá-la

pena

Excelente!
Lindo poema de amor.

Luís Coelho disse...

O tempo e a chuva molharam-lhe os pensamentos tornando-os poéticos e também enamorados nessa caminhada.

Phoenix disse...

"A nostalgia enrolará o corpo em solidão
E ele esmagará lento e em plenitude
Esse caminho coberto...
De destroços perdidos do coração". Tão bonito mesmo..
faz com que eses "destroços" sejam apenas memórias de algo que sabes que irás reviver para sempre nesse teu tão grande amor =)*

São disse...

O Outono torna-se mais agradável com poemas assim.

Vim para agradecer as amáveis palavras deixadas no maravilhoso post que Poeta eu Sou generosamente me ofereceu.

Um abraço.

Eduardo Aleixo disse...

É um poema lindo da Garça que fica de súbito melancólica e indefesa e se agacha debaixo do guarda-chuva a ouvir as gotas e a sonhar com misto de medo e de sonho alaranjado de outono... Gostei da doçura do poema em que os versos deslisam como a Garça o faria numa piscina de gelo...
Beijo

Lis. disse...

E tudo é temporal.
De gotas, de fragmentos...
Vivemos momentos.

Bjo.

O Árabe disse...

Triste poema, amiga... mas de uma beleza serena. Bom fim de semana, fica bem!

Paulo disse...

Bom dia GarçaReal, vim para te dizer que como é habitual, gostei muito do poema escrito com palavras simples e ao mesmo tempo com tanta profundidade de sentimentos.

Adorei o "tema de Lara" do filme Dr. Jivago que tens aqui no Lago Real. Acabei por ser hipnotizado pela dupla conjugação poema nostálgico de Outono + música melancólica de Inverno, pois é demorei aqui sim por gosto :)

beijinho e excelente fim de semana

poetaeusou . . . disse...

*
um belo poema,
com gosto a Outono,
onde a esperança,
confundirá as utopias !
,
pilipares
disfarçados de conchinhas
aconchegando o lago,
ficam
,
*

Pena disse...

Linda Amiga:
Parece que os meus comentários caem mal em certos senhores que se dizem senhores.
Se quiser deixo de comentá-la ou diga a esses senhores que tenham juizinho e que tenham educação, civismo e exemplar respeito cívico por quem dá o seu melhor porque gosta dos Posts que lê.
Não custa nada retirar, se o entender?
Abraço amigo de respeito.

pena

São tristes de espírito. Coitados.
Uma pontinha de inveja também.
Quem sabe se o não adorariam para eles já que se preocupam tanto com o que digo.

MEU DOCE AMOR disse...

Lindo poema.No Outono caem as folhas ,para renascerem na primavera.Por vezes assim é o amor.Sombrio no outono e luminoso na primavera.

Beijinho doce:)

sonho disse...

O enublado...a chuva...o Outono...fazem a maravilha dos poetas...
Beijo d'anjo

O Nosso Mundo da Imaginação disse...

Mas que versos lindos e sublimes numa poetiza divinal.
Está de parabéns.
Não só no âmbito pessoal, mas também social e humano.
Além de genial é linda.
Beijinhos agradecidos de respeito imenso.
Sempre a admirá-la.

pena

MUITO OBRIGADO pelo encanto no meu blogue.
Deve ser um Ser Humano extraordinário.
Bem-Haja, preciosa poetiza linda.
Adoro, mas adoro, os seus versos extraordinários e perfeitos.
Sempre que passo aqui fico fascinado porque é uma sobrevivente da Blosfera que já perdeu tantos deslumbrantes escritores e eu não sei que é feito deles, entende?
Partiram e eu sinto saudades.
VOCÊ permaneceu para encantar todos.
Um dia iremos nós.

Valter Montani disse...

Boa semana minha querida, bjs

"Enquanto houver
Mulher e Flor:
Haverá magia, ardor,
o encanto e a poesia
perfume, desejo e amor!"


"A mulher e a flor
fornecem a fragrância
que acende a chama da paixão
que invade a alma
e o coração de quem ama."


"Quem duvida
da importância das flores
não é digno de sentir o perfume
e deleitar-se com suas cores."


"Assim como as flores:
As mulheres devem ser apreciadas
pois, vivem a nos encantar,
com paixão devem ser reverenciadas."


Valter Montani

Valter Montani disse...

Aqui é primavera, agora é a nossa vez de ter o privilégio da companhia das flores, bjs

A.S. disse...

Ainda há mãos que vestem a noite de verão, mas já há pegadas de outono na água!


(O tema de Lara... quantas recordações)...

BjO´ss
AL

Solange disse...

teu comentário no blog Poliedro me deixou sem fala...

preciso te ouvir mais..
porisso estou aqui..

Sol..

Pena disse...

Estimada e Perfeita Poetiza Amiga:
Fascina, encanta e delícia em tudo o que faz genialmente em poesia fabulosa.
Beijinhos amigos de respeito imenso pela sua significação gigante.
Com estima, respeito e admiração constantes pelo extraordinário poetizar a vida, o mundo, de forma maravilhosa e doce.

pena

Excelente!
Bem-Haja, preciosa amiga linda.

Eduardo Aleixo disse...

Reli o poema e volto a dar os parabéns à Garça.

lynce disse...

Adorei esta magnifica poesia, minha virtualissima amiga. Também, vinda de ti, outra coisa não seria de esperar.