sábado, 31 de julho de 2010





Não sei se vagabunda é minha alma
Aparenta luz e tanta calma
Mas vagueia na incompreensão
Pois não tem batente, numa simples emoção.
Oferece sem pouco receber
Dá sem nunca nada acontecer .
Vive numa inconstante turbulência
Encostada na espera de uma vivência.
Quando sonha é sempre placada
Quando brilha, sem luz é abandonada .
Alma perdida ou incompreendida !
O corpo aparenta leveza e singeleza
O olhar é meigo e brilhante
Mas o âmago é tão vagueante
Que já não sabe caminhar
Pois perdeu de todo o rumo...
Para no brilho poder sonhar.




Garça Real



18 comentários:

sérgio figueiredo disse...

E como é bom sonhar...

Querida Amiga,
Não basta sonhar e sim correr atrás dele...do sonho.

bj...nho

São disse...

Se ainda sonha, há esperança...mas também temos de lutar para que se concretize o sonho.

Boa noite.

Sonhadora disse...

Minha querida

Um belo poema, nostálgico, mas feito de sentimento.

beijinhos
Sonhadora

Pena disse...

Estimada e Preciosa Poetiza Amiga:
"...Não sei se vagabunda é minha alma
Aparenta luz e tanta calma
Mas vagueia na incompreensão
Pois não tem batente, numa simples emoção.
Oferece sem pouco receber..."

Tem uma forma de conceber os seus lindos poemas fascinando e encantando.
Escreve com pureza, ternura e sentimentos na sua gigante Alma poética.
Extraordinária.
Beijinhos de parabéns sinceros pelo ser humano valioso que é.
Com respeito e sempre a admirá-la

pena

Notável, Amiga.
Adorei.
Bem-Haja, pela amizade.

O Nosso Mundo da Imaginação disse...

O seu talento poético fascina.
Beijos

pena

Paulo disse...

Olá Garça Real *_*

Se calhar toda a alma é vagabunda, de algum modo caminhamos neste mundo sozinhos. Está lindo o teu poema, cheio de essência e sentimento :)

beijinho para o Lago Real ^^

tulipa disse...

OLÁ AMIGA

Sonhar é bom!!!
Mas viver toda a vida a sonhar é frustrante, temos que passar do sonho à realidade.

Vou ficar agora 3 semanas de baixa médica, para tratamentos e repouso, pois a máquina não aguenta e tem dado alguns problemas.

CONVIDO-TE a visitares os meus 2 blogues; poderás ver a "Pedra da Anicha", conheces?

Beijokas. Fica bem.

Vieira Calado disse...

Quem sonha...

seu mal espanta!...

Beijocas

João de Sousa Teixeira disse...

Um Garça Real num Lago Real é, só por si, um sonho de princesa...

Beijinho
João

Vento disse...

Não deixes morrer os teus sonhos, faz-te à estrada...

Tu sabes o caminho.

Beijo

O Árabe disse...

Quantas vezes nos perdemos, para seguir os nossos sonhos! :) Boa semana, amiga.

poetaeusou . . . disse...

*
Amiga
a inconstância é procura,
na serenidade da alma,
pergunto-te,
quem pode retirar o brilho
se o seu fulgor ofusca a luz ?
,
inundantes pilipares
entremeados num jino !
,
*

Maria Clarinda disse...

E como é bom andar no teu lago...como te digo sempre saio super feliz e em paz...das tuas águas tranquilas e belas.
Jhs

Dreamaster disse...

Olá.

Q poema bonito mas tão tristonho mulher. Tamos no Verão e com tanto sol, esperava poemas mais alegres. Será q tenho de te resgatar desse teu mundo e dar umas voltas contigo neste sol e ceu azul e campos verdejantes tão bonitos?! ;)

A foto é muito bonita e sensual.


Bem menina desculpa não ter vindo aqui mais vezes ultimamente mas tenho tido muito trabalho e quero ver se fica tudo tratado antes de ir pra ferias.


Uma bejufa especial pra minha menina do lago
D.

Valter Montani disse...

bom dia/boa tarde/boa noite com poesia para você!

Existe algo misterioso
no silêncio de seu olhar
que talvez nunca revele
pois, a mente feminina
é um perigoso enigma
que em vão, os homens
pretendem desvendar.
Mas, para quê conhecer
esse hermético segredo?
Se nosso grande objetivo
sempre por nós perseguido
é encontrar a felicidade
realizar nossos desejos.
Então, não faz sentido
compreender essa paixão!
O que interessa é o milagre
que dá sentido nessa religião.
Ao matar a sede dos corpos
em seu ato misericordioso
vai aos poucos libertando
seus devotos sequiosos
de um enorme desprazer
e, mesmo sem entendê-las
estamos libertos e felizes
duma existência triste e vazia
sem o amor de uma mulher!

Valter Montani

lynce disse...

Mensagem de reflexão, nunca deixes de sonhar…
Beijinhos
:))

Vieira Calado disse...

É condição do poeta

sempre sonhar!

Beijocas

tulipa disse...

Já te visitei com este post feito e já escrevi o que penso sobre os sonhos.

Hoje convido-te a visitares o meu blog "Deabrilemdiante" pois...
Desta vez participei na XII MARATONA FOTOGRÁFICA DE ALHOS VEDROS que aconteceu no dia 18 de Julho de 2010 (Domingo) realizada pela CACAV.
Este concurso, que contou com a colaboração da Junta de Freguesia de Alhos Vedros e da Câmara Municipal da Moita, estava aberto a todos aqueles que se interessam e gostam de fotografia.
Este ano a XII Maratona Fotográfica de Alhos Vedros foi subordinada a 4 temas que foram indicados no acto de inscrição.
Pela 1h da manhã, de dia 18 estava eu na net, quando descobri a notícia da Maratona; pensei: é melhor ir dormir pois mais logo vou participar na Maratona e assim o fiz.

Continuação de dias felizes.