terça-feira, 11 de maio de 2010





A noite escorria ...
O corpo pedia o toque acariciado
O desejar do calor já viciado ,
A chama ardente ,
Um clamor talvez doente,
Talvez carente,
Mas que na lembrança sorria!
Um laivo no repente
Envolto num abraço de serpente
A presença esquecida na ausêcia
O aconchego dos braços teus
Perdido nos braços meus.
Em volúpia te senti...Ou me perdi?
Na mão o calor do coração
E contigo ali...
Novamente me recriei em ti.





Garça Real




20 comentários:

Pena disse...

Deslumbrante Poetiza Amiga:
"...Mas que na lembrança sorria!
Um laivo no repente
Envolto num abraço de serpente
A presença esquecida na ausêcia
O aconchego dos braços teus
Perdido nos braços meus.
Em volúpia te senti...Ou me perdi?
Na mão o calor do coração..."

É uma poetiza fascinante. Os seus deliciosos versos são mágicos de encanto.
Adorei.
Parabéns sinceros.
Revela uma sensibilidade poética linda. É extraordinária.
Beijinhos amigos de respeito.
Já não me admira o seu gigante talento poético.
Bem-Haja, pela sua amizade que tenho intenções de preservar.
Maravilhado por tanto pureza nos versos que "confecciona".

pena

poetaeusou . . . disse...

*
Amiga
que poema tão belo !!!
,
as tuas palavras
são chamas carentes
ardentes memórias
que o vento traz,
são vadios abraços
dançando deleites
nas marés nocturnas !
,
um manto de estima
agasalhando o LagoReal,
deixo,
*

Lis. disse...

Olá Amiga...

Deslumbrante quando podemos extravasar poeticamente os nossos devaneios construindo estrutura para aqueles que lançam mão do arado no cultivo do amor.

És uma pessoa abençoada com a cultura e intelectualidade que tens. E como o Pena sempre repete: És uma poetiza fascinante. Os seus deliciosos versos são mágicos de encanto.

Boa semana amiga.

Maria Clarinda disse...

Como sempre...belos os momentgos que passei no teu lago. Tinha saudades...Jhs

Dreamaster disse...

Epá um dos teus melhores poemas q já li.

Muito comovente e acolhedor mesmo.

Estas rimas estão muito boas (adoro rimas he he he).

Olha um bom fim de semana :)

Bejus
D.

MEU DOCE AMOR disse...

Sentiste,e na perdição reencontraste-te:)))

Beijinho doce

http://vemsonharcomigo.blogspot.com/

Pena disse...

Deslumbrante e Linda poetiza de sonho:
Venho agradecer as suas maravilhosas palavras com comoção e sensibilizado.
Vindas de si a amabilidade e simpatia encantam.
MUITO OBRIGADO!
A excelência de si e do que faz é divinal.
MUITO OBRIGADO poetiza linda.
Beijinhos amigos de respeito e estima pelo seu talento e por si.
Sempre a admirar o seu bom gosto e o que faz e faz de forma gigante e harmoniosa.

pena

Excelente!
MUITO OBRIGADO perfeita poetiza.
Fico sem palavras pela sua beleza apenas comentando agradecido.

Sonhadora disse...

Minha querida
Maravilhoso poema, envolto em sensualidade.

Beijinhos
Sonhadora

O Profeta disse...

Hoje ofereci as cores da minha paleta
A uma amiga na sua dor
Ouvi seu choro ao meu ouvido
No fatalismo do desamor

Hoje o sono acordou-me
A nostalgia agitou suas asas cinzentas
Esqueci no acordar o ultimo abraço
E contei as nuvens que eram tantas


Doce beijo

tulipa disse...

OLÁ AMIGA

HÁ TANTO TEMPO QUE NÃO TE VISITAVA...tantos posts perdi, com poesias maravilhosas. Hoje vou tentar pôr a leitura em dia.

Convido-te a veres uma foto minha do sol associada a um poema de Fernando Pessoa.
Beijos.
Bom Domingo.

lynce disse...

Adorei o teu blogue e não é só pelas cores ou fotografias, é sobretudo, pelo seu conteúdo. Parabéns, vou voltar a passar regularmente.
Beijinhos e bom Domingo.
:)))

O Árabe disse...

Abençoado seja o amor, que nos permita recriar-nos em alguém... :) Boa semana, amiga!

A.S. disse...

O recrear da paixão, numa lembrança que sorri na vulúpia das caricias...

Belo poema Graça!

Beijos
AL

Espaço Aberto disse...

Lindíssimo poema!
Você gostar de ler?
Se você gosta não poderá perder, em nosso Blog está sendo postada a dica de dois livros fantásticos.
Será que você já leu algum deles?
Um abraço carinhoso

gaivota disse...

mais um lindo poema...
e muito calor no coração!
beijinhos

Maria Clarinda disse...

E mais uma vez voei sobre teu lago em busca de novidades. Jhs deixo

Fátima disse...

Que vício é esse que nos permite recriarmos mesmo que em sonho.
Adorei.

Beijinho.

Oliver Pickwick disse...

Um lago perene de sensibilidade, lirismo e beleza. O aquecimento global que se cuide! :)
Um beijo!

Espaço Aberto disse...

Um lindo poema!
Hoje é dia de Festa em nosso blog!
Não deixe de participar.
Você é nossa convidada especial!
Um abraço carinhoso

Multiolhares disse...

O amor tudo pode, porque não haver uma recriação da perda encontrada
beijinhos