segunda-feira, 7 de dezembro de 2009




As cinzas espraiam-se em poeiras do vento
A alma refresca-se no ar do momento
O olhar perdeu vida e enublou
Pois a aragem esvoaçante
De anos pesados de um caminhante
Tomaram conta da alma peregrina
Que vacila entre o viver e o morrer.
A estrela rasga o céu em noite de breu
Indiferente ao sentir que é teu, que é meu
Pois sua função é mostrar brilho
Dizer que todos temos um trilho
E que meu sonho perdido em teu olhar
Paira nas luzes ...
E quer tentar acordar
Para poder viver num laivo de esplendor,
Não a palavra amor
Mas o sonho...
Nas asas de um condor.





Garça Real



23 comentários:

Sonhadora disse...

Garça Real
Maravilhoso o teu poema...adorei.
Beijinhos
Sonhadora

O Árabe disse...

É tempo, sim, amiga. Vale a pena viver novos sonhos. :) Boa semana!

Mário Margaride disse...

Querida amiga,

Apesar das cinzas, assombrarem o céu azul da tua alma, elas se dissiparam, e darão lugar, a um sol radioso...

Lindo poema!

Beijinhos

Mário

A.S. disse...

AH!... Que saudades deste Real Lago!!! Senti a falta das tuas poéticas palavras...

Voltei. Acho que o pior já passou, mas terei que ter cuidado. Pensamos que temos sempre 30 anos!!!

Um abraço
AL

Naty e Carlos disse...

Que o seu Natal seja cheio de paz e harmonia
em companhia dos amigos e da família.
Que a passagem deste ano
renove e revigore
em todos nós a esperança
de saúde,
prosperidade,
bem estar
e felicidade.
Boas Festas

sou...serei? disse...

"entre o viver e o morrer"

seja qual for o motivo que "provoque" um pensar de uma destas opções, claro e, sem sombra de dúvidas, que nada é melhor do que ver todas as cores que superam as "cinzas" que passam a uma simples "fatia" de esquecimento, para dar lugar a um todo, enorme, que se quer, vivendo (e não sonhando) ... com Amor.

bj...nho

Lis. disse...

Bom dia...

Já me disseram em tempos idos:
"O mundo é uma grande vitrine"

E de fato percebemos -sem a menor sombra de dúvida- que ninguém mexe no poder de escolha que temos.

Livre arbítrio já é outra coisa bem diferente de poder de escolha, porque nem sempre podemos ter a liberdade de optar por qualquer coisa que deseja-se ter, embora não temos e nunca teremos tudo.

Portanto, basta apenas saber o que nos satisfaz de forma singela a plenitude do nosso ser.

Um defeito que vejo nas pessoas maduras e mais vividas é a exigência que passa-se a ter.

E como conviver neste mundo imperfeito?

Complacência e paciência são duas palavras que rimam entre si, e são precisas na composição da nossa felicidade associada ao imenso trabalho que nos dá as conquistas disponíveis aos nossos direitos individuais.

Poderia deixar aqui registradas milhares de palavras que poderiam elucidar o que é, ou do que se trata a benevolência do ser...

Talvez, porque esteja levantando tese sobre felicidade e teorizando-a mesmo que considerando-a uma descoberta dos sentidos.

Basta ver que como sempre tens criado poemas lindos, e com formas bem definidas, galgando os nuances do seu próprio ser e que é o ser de todos os que são humanos.

É fato que chegaremos no topo da montanha um dia, no lugar mais alto onde nenhum condor jamais chegará, por termos a virtude eternamente latente dentro de nós: AMOR.

Um bom percurso de semana para ti.

poetaeusou . . . disse...

*
sublime poema
de belas palavras
lindo,
,
sonhos espraiados
voados
nas asas da GarçaReal.
,
pilipares, muitos !!!
,
*

O Profeta disse...

Sopro esta brisa que percorre as cumeeiras
E arrasto comigo este denso e frio nevoeiro
A noite envolve-me em seu escuro manto
Um milhafre soltou um grito derradeiro

O fogo surgiu do nada
A chama da paixão lambeu uma pedinte mão
Que levou o calor tatuado, abrasador a outra
Duas mãos postas, apontam ao divino uma oração

Na calada da noite despertam os sons
Mil olhos são estrelas na terra
O feitiço da Lua envolve os amantes
O amor tem como pano de fundo doce quimera

Voa comigo no feitiço do vento


Mágico beijo

Nilson Barcelli disse...

"A estrela rasga o céu em noite de breu
Indiferente ao sentir que é teu, que é meu"
Com o sonho vem o amor, a brilhar nas asas de um condor...
Belo poema, querida amiga Garça, gostei imenso.
Beijos.

Ofarol disse...

Vale a pena vir até ao Lago...
poemas maravilhosos... palavras bonitas...

Beijos

Fatima disse...

Sim, Garça real, os sonhos nos libertam e nos levam ao imaginário, até se materializarem, e aí sim...uma realidade de luz e cores vibrantes.
Lindo teu poema..
se permita

Pena disse...

"Fiel" Poetiza Amiga de há Muito:
Numa só palavra: ENCANTA!
A sua sensibilidade é repleta de beleza e pureza.
Quanta ternura.
Beijinhos agradecidos pela sua pureza e beleza.
Adorei!
Maravilhado, fascinado e impressionado pelo seu imenso génio poético.
Sempre a admirar o que "confecciona" em versos deliciosos e sublimes.

pena

Extraordinária amiguinha, bem-Haja pela sua ternura.
Adorei!
MUITO OBRIGADO sentido e sincero.

gaivota disse...

tudo se espraia... como a moamba!
estou a brincar... as coisas que eu "como e vivo" por este mundo fora! ando com o hóquei em patins, por isso de vez em quando vou noutras paragens...
e em férias, claro!
beijinhos

rosa dourada/ondina azul disse...

Que belo sonho terás,
ao voar e sobrevoar ...


Beijinho,

Dreamaster disse...

Ah os sonhos.

Os sonhos comandam a vida. A vida sem eles não tem sentido.

Adorei menina. Muito bonito mesmo.


Menina vai ali ao lado q tem lá uma coisas q te vão embalar no mundos dos sonhos, pelos menos este fim de semana ;)

Uma grande bejufa
D.

O Árabe disse...

Aguardo o novo post, amiga.Boa semana!

poetaeusou . . . disse...

*
passei
e . . .
voltarei, óbvio,
,
um pilipar, gandeeeee,
,
*

Eduardo Aleixo disse...

Amiga Garça
É um poema de dor passada e de luz sonhada.
Merecida.
Estrela será no bico da garça.
E belo será o teu voo.
Um beijinho.
E bom Natal.

Mário Margaride disse...

Querida amiga

Espero que esteja tudo bem contigo.

Desejo-te um bom resto de semana, com tudo de bom.

Beijinhos

Mário

A.S. disse...

Vim reler-te!
Acho que já não passo sem isso...


Um beijo
AL

Pena disse...

Maravilhosa Poetiza Amiga:
Um Excelente Natal na companhia dos seus.
É uma extraordinária e sensível poetiza de sonho.
Tem "explosões" poéticas de fascínio e beleza imensas.
MUITO OBRIGADO pela sua ternura no meu blogue. Linda.
Beijinhos amigos puros de imenso respeito pelo seu poder criativo e repleto de encanto e maravilha.
Sempre a lê-la com atenção pela imensa significação.
Agradecido...

pena


Bem-Haja, preciosa amiga!

Carla disse...

cinzas soltas ao vento
beijo