terça-feira, 9 de junho de 2009







Caminho perdido no tempo sem tempo
Toldado por pétalas murchas e empalidecidas,
Caídas de uma qualquer flor esquecida
Cores sem brilho em paletas perdidas.
Pés desnudos na procura da luz
Esgotados e ensanguentados
Notas esquecidas
Na pauta amarelecida
Balada não tocada em noite amortecida
Pingos libertos em lágrimas sofridas.
Ao fundo a abertura de laivos de claridade
Escorrendo espraios talvez de saudade
Mão invisivel que me seduz
Oferece a força num grito mudo
Toque indelével e surdo
Ergo o olhar numa procura
E vejo então...
O trilho que a ti me conduz.




Garça Real




23 comentários:

Carla disse...

um trilho onde a beleza é realçada pelas tuas palavras

quero aproveitar a visita para deixar um convite para o lançamento do meu livro "In-Finitos Sentires"
beijo

Dreamaster disse...

Um poema um pouco tristonho menina mas com um final de promessa de felicidade.


Bem, venho desejar-te um bom fim de semana he he he ;)


Bejus
D.

Anónimo disse...

Há um jeito que é só seu de semear o bem, ofertando os seus poemas, o seu carisma, a sua hospitalidade, os seus atributos em forma de paixão.

Sabe aquele prato especial que ninguém sabe fazer igual? Ou só a sua água... Na contabilidade divina pouco importa se o seu jeito de semear o bem vai alcançar uma criatura ou milhões de criaturas.

Você está fazendo a sua parte do jeito que é só seu. E um jeito que realmente importa... Pois, é de uma pequena gota que pode ser o inicio de um rio, de um lago, ou até de um oceano.

Se não houvesse rios, não haveria mar. Sem flores, não há jardins e nem cores. Deixaria a vida de tomar sua forma mais completa para a nossa tristeza.

Um bom percurso de semana para ti.

Safira disse...

Olá!
Tem uma surpre para você lá no meu blog.

Bjs.

Safira

Nilson Barcelli disse...

Muito bem delineado este teu caminhar poético. Gostei da sequência, que é uma espécie de clip para uma cena de um filme. Com um fim à vista...
Querida amiga, bons feriados.
Beijo.

gaivota disse...

mesmo numa pauta amarelecida, as notas musicais sairão na perfeição do teu lago!
bons feriados
beijinhos

Oliver Pickwick disse...

A luz no fim do túnel segundo a poética. E, convenhamos, muito mais bonita e delicada.
Um beijo!

rosa dourada/ondina azul disse...

Bela poesia venho ler,
ao visitar o Lago!!!

beleza em paisagem
beleza em palavras!

Beijo,

Pena disse...

Deliciosa e Maravilhosa Amiguinha Poetisa:
"Ao fundo a abertura de laivos de claridade..."
Ainda bem que assim é. Um poema direccionado à Humanidade, cúmplice e saída da sua ternura linda. Encantadora.
Que sentimento tão puro e delicioso que possui em si.
Tem um sentir poético tão doce.
Concebe instantes extraordinários de sensibilidade poética fabulosamente imensa. "Imensa", sabe? Deslumbra e enternece.
Um sorriso terno, poderoso e verdadeiro para si.
POR FAVOR, seja feliz.
Tem beleza, tem talento, tem fascínio.
É muito pura e sensível, sabia?
Pela ternura. Pelo encanto de si,
beijinhos de um imenso respeito, estima e consideração.

pena

Bem-Haja, pela preciosidade humana que é.
Um poema fascinante, amiguinha!

Maria Emília disse...

Quantas vezes os caminhos parecem sem saída, cheios de silvas e abrolhos. Quantas vezes as mais belas músicas estão escritas em pautas que o tempo já apagou. Se soubermos ter a força para continuar a caminhar encontraremos o atalho certo, a nota que dá o Dó.
Um beijinho,
Maria Emília

Izinha disse...

oi amiga,

lindo...q esse trilho seja somente percorrido pelo amor.

bjos!

Naty e Carlos disse...

triste mas belo parabens.bom fim de semana
bjs naty e carlos

poetaeusou . . . disse...

*
belo poema, amiga,
trilhando a procura do amor,
parabéns,
,
liberto-te
flor sofrida
percorre o teu caminho
renova tuas pétalas
em favos de mel
pingando felicidade,
,
marés de Paz,
em soantes pilipares
ecoando sobre o lago da garcinha,
,
*

Luis F disse...

Um lago que possui um encanto mágico, onde as palavras flutuam num belo perfume de sentimento.

Como sabe bem navegar por aqui

Com amizade
Luis

MEU DOCE AMOR disse...

Passando para ler com saudade.

Pés ensagnguentados e de que maneira.

Um beijo doce daqui :)))

Onde estou???

Hummm....

Anónimo disse...

E é tão bom, tão sentido, a luz que nos ilumina mesmo, que ainda, ao longe e bem ao fundo... nos dá vida

Mário Margaride disse...

Um belo poema, embora um pouco triste.

Beijinhos e bom fim de semana!

Mário

Sofá Amarelo disse...

Os gritos mudos são geralmente aqueles que ecoam mais alto na Alma... mas há sempre um trilho - por mais estreito que seja - que nos conduz pelo caminho certo...

Lídia Borges disse...

Encontrei neste "lago real" belos versos...


Um beijo

Vieira Calado disse...

No claro dia...

Assim o espero!

Beijoca

O Profeta disse...

Um areal morno acolheu
Teus passos ávidos da chegada
Caminhas na procura das marcas
De uma espera desencontrada

Calmaria!
A bonança reivindicou o Sol no celeste
Uniram-se os pedaços de rasgada vela
Tua alma retomou o sonho adiante


Boa semana


Mágico beijo

Valter Montani disse...

Quem caminha com a suavidade da poesia, perfuma por onde passa
e transforma qualquer lugar
mesmo que seja uma ilha de tristeza
num doce recanto, onde não falte o amor e a graça.

bjs

Pena disse...

Linda Amiga:
Um poema doce, mesmo na dor e desencanto. É um poderoso hino à vida, ao seu imenso significado.
Poetas e Poetizas por vezes, expressam-se com tristeza, mas sempre com palavras admiráveis que os (as) engrandece e faz maravilhar. É o seu caso.
Parabéns sinceros.
Perfeito versejar numa pessoa extraordinária.
Beijinhos
Adorei!

pena

Se quiser votar no meu blog, basta carregar no selo, inserir o nome e e-mail, esperar OK e, por último, confirmar no seu e-mail pessoal.
É simples.
Ficaria feliz.
Se tal não for possível, amigos na mesma. SEMPRE!