quinta-feira, 23 de abril de 2009








Sinto a sonolência de uma vivência
Do teu toque nessa carência
De entardeceres mergulhados em dádivas
De entrelaçares de almas ávidas,
Num voo de sonhadas loucuras
Envolto em teias de ternuras,
De olhares entrecruzados
De portos jamais navegados.
E no cais da vida
A tua não partida
Abarcando em sofreguidão...
Minha cálida e trémula mão.





Garça Real




22 comentários:

O Profeta disse...

Ó chamateia que fala da saudade
Ó canção que pões um brilho nos olhos
Ó mulher que tens a forma da viola
Ó que espalhas paixões aos molhos

E o cantar da meia-noite
A todos encanta e seduz
Cantar até que morra a voz
Cantar até que haja luz


Vem tocar uma Viola de dois corações



Mágico beijo

Valter Montani disse...

obrigado pela visita e comentário, bjs de além mar.
VISÃO


Quando te vejo
Meu dia se ilumina
tua presença doce me fascina
teu sorriso me anima, alucina
e minha tristeza logo se termina.

Quando te vejo
Meu coração como pluma fica leve
Minh’alma branqueja como neve
meus olhos te seguem de um lado a outro
minha dor se abranda, torna-se breve.

Monumento de beleza interna e externa
meiguice quase pura aparência terna
tranqüilidade que nunca se altera
e um mistério em ti encerra...

Não sei se por trás disso tudo
está a bela ou a fera, só sei que
Quando te vejo
meu metabolismo se altera,
e minha felicidade tudo supera.

©Valter Montani

preto [e] branco disse...

Uma música e um cantar que encanta. Segue-se um número de palavras,escritas e sentidas, que embelezam, na forma de um poema, a sensualidade de expressar o amor e o seu sentir.

bj...nho

MEU DOCE AMOR disse...

:)

Beijo doce

Menina do Rio disse...

Doce sonolência envolta em ternura...entrelaçados...

Um beijinho deste lado do lago

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mário Margaride disse...

Querida Garça

No cais da vida, há sempre um barco à nossa espera, para nele embarcarmos, na aventura do desconhecido...

Beijinhos em duplicado...meus e da Rosana.

Bons sonhos...

Mário

lua prateada disse...

Que esse voo seja para sempre...
Passando para dizer :Vive de maneira a poderes aprender a amar,
ama de maneira a poderes aprender a viver.
Não necessitas de nenhuma outra lição...
E como o FDS está aí então que seja ele para expandires teu coraçao.
Beijinho prateado

SOL

poetaeusou . . . disse...

*
mais um capitulo
do porto, não aportado,
neste meu toque cruzado,
abarcado na partida,
nesta chegada perdida,
na sofreguidão sem titulo,
,
montes de bj. e pilipares,
para imensidão do teu lago,
,
*

rosa dourada/ondina azul disse...

Que os ternos olhares
das almas
se dêem as mãos
neste belo fim de dia:)

Beijinho,

Pena disse...

Estimada e Simpática Amiga:
No seu belo e maravilhoso cais da vida quem é que poderá partir...não vejo niniguém...impossível...!
Mais um poema lindíssimo numa sensibilidade poética extraordinária.
Perfeita.
Beijinhos amigos de imenso respeito.
Com constante admiração...

pena

Beatriz disse...

Muitas vezes, já no cais, não partimos ao sentir o toque de u'a mão que nos quer junto, que não nos deixa partir por nos querer por perto... tão bom quando isto acontece!

Belo poema, como todos os que sempre leio por aqui!

Fica o sorriso de um anjo iluminando teus sonhos, e um beijo meu no teu coração, com carinho.

Vivian disse...

...que lindo post.
poema de primeira grandeza.

vir passear aqui neste lago,
e como navegar em mansas
águas de poesia.

bjs meus desde o Brasil outonal.

Pena disse...

Linda Amiga:
Bom dia.
Que o sentimento faça sempre parte do seu nobre ser/estar lindos como são.
Emocionado pelo seu encanto e simpatia no meu blog.
Bem-Haja de coração.
Tem mãos de ouro puro que enternecem e fascinam.
Instante perfeito, a sua atitude, um gesto notável de encanto.
Beijinhos de imenso respeito, estima e consideração.
OBRIGADO pela sua majestosa amizade que prezo.
Lindo, o seu comentário no meu blog. Adorei.
Maravilhado pela pessoa de gigantesca poesia que é, com gestos e de atitudes extraordinários e puros...de perfeição...e eleição...

pena

OBRIGADO, amiguinha.

Anónimo disse...

Ler-te é estender a cálida mão e conduzir-te.

beijo

Oliver Pickwick disse...

O seu lago continua pródigo em presentear-nos com versos jamais "navegados", cara amiga.

Vieira Calado disse...

Passei para ler a sua sensível postagem e deixar cumprimentos

Mário Margaride disse...

Querida Garça

Passo por aqui, para te deixar um terno beijo, e desejar-te uma excelente semana!

Mário.

PS: Convido-te a visitares este outro meu espaço, outra forma de fazer poesia, em dueto, não te arrependerás...
Está em baixo o link.

Beijos conjuntos, meus, e da minha querida amiga, Rosana.

http://amordealemmar.blogspot.com/

gaivota disse...

e aqui trazes mais um poema cheio de realeza do teu lago!
beijinhos

Nilson Barcelli disse...

E que bom é navegar nessa sonolência, essa vivência que embala quem a sente.
Belas palavras cara amiga, gostei imenso.
Boa semana, beijos.

Anónimo disse...

...por portos nunca antes navegados!!!

Peter Pan disse...

Linda Amiga:
Um poema que fascina pela atenta e incrível manifestação de carinho e sensibilidade doce.
Perfeito. Sensível. Significativo.
Sempre a lê-la atentamente pela delícia do seu ser.
Beijinhos com toda a minha admiração, respeito e incrível valor existencial que descortino em si, numa pessoa sensacional que é.
Delumbrado...

pena

Bem-Haja, amiguinha doce.