terça-feira, 13 de janeiro de 2009









No aconchego da noite escura
Chegas envolto nessa magia
Atiras salpicos de ternura
Espraias palavras de alegria.
Quando a madrugada se entrega,
Ao nascer da luz brilhante
Vejo teu olhar a roubar o meu
Tua mão a guardar a minha
Num segredo de um momento amante.
Quando abarcados pelo entardecer
Confundimos nossos sentires
Partimos
Para o segredo da nossa loucura
Onde só nós alcançamos
Aquela imensa ternura.



Garça real



23 comentários:

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pena disse...

Um poema decorado por alegria, ternura e uma loucura muito sensata e bela.
Adorei! O Amor é mesmo assim.
A pequena "janela" deste lugar que se abre para mim convida-me a assistir ao espectáculo da vida lá fora.
Mas, que faço eu aqui?
A minha verdadeira identidade só eu sei.
Avanço no tempo. "Visto" o tempo.

Sensacional, doce amiga!

Beijinhos de imenso respeito e admiração.
Fabulosa intérprete de um sonho sempre profundo numa extraordinária interioridade de que também é uma linda autora fabulosa. Doce!
Cordialmente...


pena

Estrela do Sul disse...

Lindo.
O Amor na cumplicidade da noite.

Uma linda semana

Bjinho amigo

Mario Rodrigues

poetaeusou . . . disse...

*
a candura,
dos segredos
salpicados de ternura,
nas loucuras recordadas,
*
VOLTEI . . .
,
alentado me sinto
com a tua visita,
,
navego,
no mar do contentamento,
espumando sophia,
entre o sal de pessoa
e a fenda de redol . . .
,
vagas de gratidão, deixo-te,
no lago dos pilipares,
,
*

Dreamaster disse...

Excelente.

Ando a gostar mais deste ultimos.

Cheios de amor, sensualidade e carinho e alegria.

Um ambiente q poucos amantes se entegam assim.


Mil bejus
D.

gaivota disse...

e é nos aconchegos das noites frias e escuras... pois é!
beijinhos

o das caldas disse...

Oh pá estás a ficar em grande forma.
2 beijinhos e votos e 1 bom dia.-

O Profeta disse...

Brotam e correm para o Mar
Os sonhos da tua alma de gaivota
Têm a nudez das águas de uma baía
Neste coração de dor encoberta

Rosa breve em aurora de Abril
Festa da luz no azul do mundo
Semeias sonhos como estrelas no espaço
Guardas apenas um no teu mais profundo


Boa semana


Mágico beijo

Carla Silva e Cunha disse...

lindo
gostei muito
beijos

Estrela do Sul disse...

Oi, amiguinha.
Passei ara desejar

Um lindo fim de semana

Bjinho amigo

Mário Rodrigues

Luis F disse...

E nesta viagem voei nas asas do sonho...

Adorei ler e reler este teu belo momento.

Com amizade
Luis

Multiolhares disse...

Muito bom quando o amor se sabe abraçar á ternura
beijinhos

Pena disse...

Fabulosa Poetisa Amiga:
Terei sempre para si, uma luz brilhante que fala com ternura e admiração pelo seu génio criativo e pela beleza e carinho como concebe a sua profunda e riquíssima interioridade feita por mãos de ouro puras e belas.
Beijinhos de respeito imenso e poderoso.
Maravilhado por tanto encanto...

pena

poetaeusou . . . disse...

*
aconchegante . . .
lago . . .
,
pilipares
,
*

Sunshine disse...

Um momento de pura magia ... aconchegante ... uma imensa ternura que se sente nas tuas lindas palavras ...

Bjs amiga ...

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA AMIGA... BELÍSSIMO POEMA... VIAJAR NAS ASAS DO SONHO E VER A VIDA LÁ DE CIMA... SUBLIME!!!
UM ABRAÇO DE CARINHO,
FERNANDINHA

O Árabe disse...

Sonhos... as mais doces e verdadeiras viagens da nossa alma. :) Belo poema, boa semana!

ki-colado disse...

Os sensíveis, vivem no cumo do monte Olimpo, onde impera a nobreza dos sentimentos.

Mas, os Deuses, são o que são, por não se precisarem dentro do infinito campo vazio.
Se amam, se querem, engrandecidos como um "todo" onde só o amor poderá entender por viver por si, independente da vida.

ps. Estou mundando o rumo da vida neste principio de ano, e com viagens constantes, estarei acessando pouco a Net.

Mil beijos pra ti.

Izinha disse...

Parabéns pelo belo poema,

bjos e ótima noite..Izinha.

MEU DOCE AMOR disse...

Pois...assim deveria ser.

Beijinho doce

Lindo

gaivota disse...

vim ao lago arejar a vista!
beijinhos garça real!

Peter Pan disse...

Genial Amiga:
Deixo um outro heterónimo de Pena.
Já comentei o seu delicioso, terno e encantador ser/estar de sonhar e sonhar. Doce. Puro. Sensível de encanto e ternura.


Sou um Professor ignorado do Mundo!
Sim! Já o sabia...!
Também nada fiz para ser reconhecido. Como válido!
Isso exige. É preciso “sentir”. “Ser”!
A vida não sabe ainda porque sou ignorado. Não tem conhecimento. Não se apercebeu, ainda. É por isso que sinto uma sobriedade e uma pacatez, pela sorte que sinto. Fico descansado. Emerso em felicidade.
Os meus filhos têm conhecimento desta ignorância. Contei-lhes.
Senão procurariam sabê-lo.
A todo o custo!

Beijinhos amigos de muito respeito.
Com cordial amizade sincera de estupefacção pela sua beleza interior e exterior...
Continue. Eu leio atentamente...
O AMIGO SINCERO

peter pan

Adorei, amiga!

rosa dourada/ondina azul disse...

Seguir na rota da magia, com a ternura na bagagem!!!


Beijo para ti,
que habitas no Real Lago,