terça-feira, 4 de novembro de 2008







Quando sonho mostro a alma
Aberta à luz , à imensidão da vida
Exponho o meu sorriso e a minha calma
Mesmo quando sinto a vida perdida.
Não uso máscara de falsidade
Não moro no anonimato
Assumo a beleza do amor
Escrevo a minha realidade.
E mesmo...
Voando nas asas de um condor
Muitas barreiras transponho
Pois nunca deixarei de viver
Mesmo que isso te faça doer
No meu
Mais belo e envolvente sonho.



Garça Real





32 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
a imensidão
da tua alma,
ironicamente,
ilumina o teu sorrir,
em mim . . .
,
conchinhas,
para o lago, envio
,
*

Sunshine disse...

A tua alma é luz !!

Que os teus sonhos, feitos poemas, continuem a fluir doa a quem doer ...


Bjs com especial carinho :)

gaivota disse...

no teu lago esvoaça-se e vive-se lindamente!
e sonha-se.........
beijinhos

Gerlane disse...

Coincidentemente, amiga, hoje escrevi um poema, no qual eu digo com outras palavras, que não uso versos falsos, fingidos e que, apesar de tudo, posso até desistir de um amor, mas não de amar.

Beijinhos te deixo!

ki-colado disse...

Até acredito nas promessas de Deus dentro da completude do amor...

"Suaves são as plumas tocando-se no ar
E tem cheiro de tempero neste perfume
Sonho, o sofá da minha sala está vazio".

Quer comprar um bom sofá?

Valter Montani disse...

olá tudo bem?

tenho um selo para você aqui:

http://valterpoeta.blogspot.com/2008/11/mais-selos-obrigado.html

saudações poéticas!

Eärwen Tulcakelumë disse...

Querida Amiga do Lago

Assim somos nós que amamos...almas que vivem sempre um sonho lindo.
Tua presença em meu mundo deixa um rastro lindo de carinho amigo.

Pérolas incandescentes de beleza deixo em tuas mãos.

Com carinho,

Eärwen

Beatriz disse...

Viver a vida sem máscaras, transpor barreiras, transformar sonhos em realidade e deixar que a magia de tudo nos envolva... tão bom quando isto se realiza! Lindo poema, amiga!

Te deixo um raio de sol a brincar nas horas do teu dia e um beijo no coração.

O Profeta disse...

Esta humilde folha solta
Este Vento que fala docemente
Abre-se a alegria da terra
Ai este Sol de sorriso presente

Um manto tecido pelas brumas da manhã
Uma mão segue o Sol outra a emoção
O orvalho que dança no celeste
Ganha a cor da exaltação



Convido-te a pintares o teu olhar com as cores do arco-íris




Mágico beijo

Valter Montani disse...

Garça Real, mas é claro que merece!

dúvida de meu bom gosto? rs

todos os blogs que são parceiros ou os que eu costumo visitar são de excelente qualidade!

saudações poéticas

Peter Pan disse...

Maravilhosa Amiga:
Um poema fascinante. Extremamente doce e lindo.
Um brilhante hino à existência. Sem rodeios de nenhuma espécie de mau entendimento ou omissão sentida.
Puro. Belo.
"Quando sonho mostro a alma
Aberta à luz , à imensidão da vida
Exponho o meu sorriso e a minha calma
Mesmo quando sinto a vida perdida.
Não uso máscara de falsidade
Não moro no anonimato
Assumo a beleza do amor
Escrevo a minha realidade..."

Perfeito. Numa perfeita pessoa. Encantadora.
Parabéns sinceros, amiga.
Excelente. Adorei!
Beijinhos da mais intensa admiração, respeito e estima.
Sempre a lê-la com delicia

p.pan

MEU DOCE AMOR disse...

Posso ir também nas asas do Condor?

:))

Beijinho doce

C Valente disse...

Muito sensível e belo
saudações amigas

C Valente disse...

saudações amgas

o das caldas disse...

Pois......
2 beijinhos

ki-colado disse...

Garça Real.

Sua presença é de muita elegância e importância no meta[amor]fose, e me envaidece tê-la como comentarista e leitora assídua. Origado pelo prestigio.

Bom fim de semana.

Carla Silva e Cunha disse...

voltei para ver as novidades...é sempre um prazer passar por aqui.

Boa semana

carla

http://www.arte-e-ponto.blogspot.com

Oliver Pickwick disse...

A tua alma é visível até mesmo quando está desperta, cara amiga. Leve e delicada.
Não sabia que retornara ao lago. É bom "vê-la" outra vez.
Um beijo!

rosa dourada/ondina azul disse...

Como deve ser belo
"Voar nas asas de um condor"!!!


Deixo
um beijo com carinho,

Eärwen Tulcakelumë disse...

Vim do meu mundo de fogo deixar no Lago uma pérola incandescente de carinho amigo.

Eärwen

© efeneto disse...

Quando as palavras
secam na garganta
no momento exacto de as dizer
parecem rochas encrostadas na terra
impossíveis de as moldar.
Fico na impotente ansiedade
como náufrago, sem gritar.
Sei como são cruéis
e tiranas as palavras
que se recusam a pronunciar-se
naquele exacto momento
em que mais são precisas.
Quando me acontece contigo
substituo-as pelo olhar
e as mãos dizem o resto.

Voltei. O Grito do Poeta calou-se. Pode ser que ressuscite. Até lá convido a apanharem umas Migalhas de Poesia. Fica a promessa que voltarei para vos ler e apreciar com a atenção que merecem. Afinal os amigos souberam esperar. Até já…

(este sou EU mesmo) jito

Poemar disse...

Tu voas e eu velejo no sonho. Que continuemos, amiga!

* Um bom fim de semana!

* Beijos!

Peter Pan disse...

Sensacional Amiga:
Um texto muito terno, sensível e lindo.
Maravilha!
"...Assumo a beleza do amor
Escrevo a minha realidade.
E mesmo...
Voando nas asas de um condor
Muitas barreiras transponho
Pois nunca deixarei de viver
Mesmo que isso te faça doer
No meu
Mais belo e envolvente sonho..."

Um sonho de amor brilhante, puro, belo.
Parabéns sinceros.
Adorei! Excelente.
Beijinho

p.pan

Com respeito e consideração SEMPRE, linda amiga gigante: SUBLIME!
Uma sensibilidade poética ímpar, inesquecível e enternecedora

O Árabe disse...

O que seria de nós, amiga, sem as belas asas do sonho? Boa semana!

Dual disse...

Ciao navigando per gli infiniti mari del web..eccomi qui..ti lascio un salutino!!

LuzdeLua disse...

"Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses."
Rubem Alves

Passando para te ler, deixo aqui um abraço amigo e bons desejos pra semana.

Maria Valadas disse...

Regressei... e com uma enorme desejo de mergulhar no teu lago, para refrescar- me do pesadelo que atormentou-me durante tantos meses.

Refrescar o coração, já o fiz ao ler-te, minha querida Garça.

Beijos da Maria.

tulipa disse...

Que o silêncio me embale,
nesta noite
em que falta
o abraço quente de um amigo...


Estou de molho, febre, dores no corpo, arrepios de frio...
huuummmm, adivinho o que vem por aí.

Hoje o meu post tem a ver com um mail que recebi e, ao fim de vários meses com a minha auto-estima abaixo de zero...adorei ler o que Paulo Coelho escreve.

BOA SEMANA.
Beijinhos.

Carla Silva e Cunha disse...

ola

Gostei muito...mesmo muito.

eu vou passando por aqui para ver as novidades

boa semana

carla

http://www.arte-e-ponto.blogspot.

Maria Clarinda disse...

Passei e deixo-te um beijo, e que o lago esteja calmo e em paz...
Jinhos mil

Betty Branco Martins disse...

.querida Garça




.lindo



lindo vôo__________...

ma.
ra.
vi.
lho.
so_______[...]








beijO_____C_____carinhO
bSemana

Oliver Pickwick disse...

Quando sonhas e, também, quando escreves versos como estes, prezada amiga. Ao poeta, é impossível dissimular a sua poesia.
Um beijo!