terça-feira, 25 de novembro de 2008







Num fugaz descansar
Olho ao fundo nesta procura de ti
Partiste nas asas do vento
Num voo sem cor ,num rasgar lento.
Se em mim houve uma lágrima perdida
Ou se guardando a dor, até sorri
Não soubeste, apenas pensaste
No tudo ou nada que me deste.
Abusando da palavra amor
Dita e redita sem fulgor
Atirada ao vento num grito rouco
Para no fim ao pensar em ti
Perceber que o que me deste...
Afinal f
oi tão pouco.



Garça Real




24 comentários:

Oliver Pickwick disse...

Desde bardos imemoriais, canta-se a respeito das trocas - à vezes injusta, do amor. Fizeste a tua parte com maestria.
Um beijo!

ki-colado disse...

O mais lindo poema é o que vivemos. Aquele que acontece todos os dias, durante nosso cotidiano, e que somos os protagonistas, de uma história que pode ser escrita. Encontrar a beleza com as palavras faz parte da sua arte. A arte que deveria ser de todos nós. Arte que muitos gostariam de ter... E não a tem.

A vida ensina, e somos eternos aprendizes. Bom seria poder ir sempre avante, além dos caminhos de terra batida trilhado por muitos. Afinal, somos privilegiados por sermos livres dentro de um mundo invisível que existe em cada ser. E como dizia Shakespeare: "Ser ou não ser, eis a questão." ...embora muitas coisas não escolhemos.

Bom percurso de semana.

Beijo Meta[Amor]fose.

Peter Pan disse...

Doce Amiga:
Um poema doce de uma poetisa admirável e fantástica.
Um ternurinha, encanto e maravilhoso "sentir" repleto de ternua e doçura.Quando leio:
"...Num fugaz descansar
Olho ao fundo nesta procura de ti
Partiste nas asas do vento
Num voo sem cor ,num rasgar lento.
Se em mim houve uma lágrima perdida
Ou se guardando a dor, até sorri
Não soubeste, apenas pensaste
No tudo ou nada que me deste.
Abusando da palavra amor
Dita e redita sem fulgor
Atirada ao vento num grito rouco..."

Fascina. Brilha a jorros de pureza e beleza.
Maravilhoso e eterno.
Simpático e doce poema numa pessoa maravilhosa e doce.
Beijinhos enternecidos pela sua imensa "magia" sublime e genial, que delícia, enternece e maravilha.
Parabéns sinceros e sentidos.
Estarrecido...sensibilizado...

peter pan

OBRIGADO pelas lindas e simpáticas palavras expressas no meu "cantinho". OBRIGADO por existir, amiguinha!

Vieira Calado disse...

"nas asas do vento"

Nas asas do vento, amiga!

Vai tudo nas asas do vento...

Bjs

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
c valente disse...

Passei e deixo saudações amigas

Um olhar disse...

Lindo poema, mas com um toque de nostalgia q o torna mais especial.

bjos e linda tarde!

rosa dourada/ondina azul disse...

Lindo poema !

Uma história contada
num belo versejar :)


Beijinho p ti,

O Profeta disse...

Sou palavra perdida no silêncio
Gerada no ventre do Mar
Grinalda de perdidos sonhos
O passado do verbo amar

Amei!
Voar na chegada de cada Primavera
Pintar de luz as cores do verão
Pisei o tapete das folhas de Outono
Acendi em cada inverno uma fogueira de paixão


Convido-te ao encontro com o meu “Eu”


Mágico beijo

Beatriz disse...

O que dói num relacionamento é saber, ao final, que nos doamos tanto para receber tão pouco da pessoa amada.

Estou encerrando o Cartas, minha amiga, e deixando por lá a última carta.

Se algum dia eu voltar venho visitar este teu sítio tão lindo e prazeroso de se estar.

Que tua vida tenha as alegrias e conquistas que teu coração desejar e que sejas sempre muito feliz.

Fica meu beijo no teu coração!

Manuel de Santiago disse...

Num fugaz descansar
Olho ao fundo nesta procura de ti
Partiste nas asas do vento

Sencillamente sublime. Encierra todo el dolor y el fracaso de un amor que no fue. El amor es mucho más.
Gracias por erstas palabras.
Un saludo.

Mário Margaride disse...

É assim a vida, querida amiga.

Feita de alegrias, tristezas, desilusões...

Belo poema!

Beijinhos

Mário

poetaeusou . . . disse...

*
o vento
que traz e leva . . .
,
pilipares te envio,
,
*

Carla disse...

porque nem sempre o amor é justo, porque nem sempre amamos da mesma maneira...bela poesia a tua!
beijos e bom fds

Ana Martins disse...

Uma linda poesia que canta o amor na mais profunda desilusão.

Gostei muito, beijinhos

Pena disse...

Maravilhosa Amiga:
Para não perturbar o Post a decorrer da minha estimada amiga Sininho, vou-lhe responder no meu "cantinho escondido" de outrora...
Que a linda e pura sensibilidade que possui seja sempre um encanto ENORME e GIGANTE de afectos sinceros e sentidos...
É brilhante e Admirável no que concebe como por magia poética que enternece e encanta...
Fabuloso e incrédulo de deliciar...
Beijinhos de gratidão, respeito e estima

Peter Pan

Responder-lhe-ei lá, ao doce comentário que me fez na Terra do Nunca, como é devido e de justiça merecida, quando a minha amiga Sininho terminar. É por respeito a ela e a si.
OBRIGADO preciosa amiga...
Sempre a lê-la e a relê-la com fascínio.
Excelente fim-de-semana longo com tudo de maravilhoso como VOCÊ é...
Deslumbrado...

o das caldas disse...

Este poema é um grito que fica, assim te podesse consolar.
Obrigado por mais esta música.
Bfs
2 beijinhos

Multiolhares disse...

quantas vezes nos contentamos com o tão pouco que recebemos
beijos

Pena disse...

Maravilhosa Amiga:
Há apenas e, somente, um leve sussurrar de um silêncio sentido e grato no meu coração...
A sua ternura e beleza abarcam também todo o meu Ser.
Beijinhos agradecidos.
Este silêncio também é-lhe dirigido...
Pelo encanto de si...

beijinho

Pena (Memórias Vivas e Reais)

LuzdeLua disse...

Perceber que o que me destes foi tão pouco...
Ai amiga, quero vir a dizer estas palavras também.

"Quem foi que assim nos fascinou para que tivéssemos um ar de despedida em tudo que fazemos?"

Passando para te deixar um abraço e dizer que vou ali e já volto. Algo dói aqui dentro e preciso ver o que será de perto.
Peço apenas que não esqueça meu cantinho, para que me ajude a fazer do retorno uma festa.
Deixo um beijo com carinho e a certeza de que fazes parte da minha vida.
Até a volta em breve
Beijos

Pena disse...

Como gosto de si, fantástica Amiguinha.
OBRIGADO sentido por ter erguido a sua voz cristalina e doce.
Beijinhos amigos de um Gigante apreço e ternura.
Respeitosa e cordialmente...
Sempre a admirá-la enquanto ser humano fabuloso de imensa e poderosa significação...sim?...para mim...

pena

Gerlane disse...

Os nossos lamentos e carências, que entregamos ao vento, na esperança de que ele nos traga de volta, o oposto ao que levou.

Beijos e, boa semana pra ti!

Poemar disse...

Tu entregas ao vento e eu, a ele e ao mar...O quê, na verdade, não devemos guardar - insatisfações e desilusões.

Beijos!

Carla Silva e Cunha disse...

ola

tudo bem?

passei por aqui para deixar um beijo e desejar uma boa semana

carla