segunda-feira, 22 de setembro de 2008







Estou sentada à porta da escuridão
No enublado da noite imploro perdão !
À tua imagem esmaecida ,
Ajoelhada peço-te guarida !
Teu grito surdo chama por mim
Tuas mãos gélidas afagam-me o corpo nu
Sinto-me envolvida pela humidade escorrida
Olho o chão onde rola a alma perdida.
Em lânguido torpor
Estendo-te as cálidas mãos
Junto-me a ti como se fosses meu amor
Entrego-te a vida, há tanto sofrida
E parto enfim ...
Para a morte da minha vida.



Garça Real




26 comentários:

instantes e momentos disse...

teu blog é todo muito bom, gostei. Parabens.
Maurizio

NOCTURNO disse...

Mais uma partida na longa distância que é a vida...

Beijo grande

poetaeusou . . . disse...

*
na mais densa escuridão,
a luz tenta ressurgir,
,
belo poema
.
pilipares deixo,
,
*

O Árabe disse...

Linda, amiga, mas acredita: há sempre um novo motivo, para que escolhamos abraçar a vida! Boa semana.

LuzdeLua disse...

Obrigada pela visita
Deixo-te um abraço afetuoso
Logo espero poder retornar
Bjs

Vivian disse...

...ah que triste destino embora seja real a muitos corações neste instante...será que se morre de amor, ou nos deixamos morrer?...muahhhhhh

ki-colado disse...

Antes que haja morte ou vida
Lembra-te do tanto percorrido
Encanto deixate de ser querida?

gaivota disse...

um poema muito profundo que chega aí do lago...
mesmo que na escuridão há a tal luzinha... ao fundo do túnek, talvez!
beijinhos

Beatriz disse...

O amor, sempre o amor permeando nossas emoções e arrancando de dentro de nós gemidos e lamentos, mas muitas vezes fazendo florescer poemas deste quilate, sofrido e infinitamente belo!

A imagem que encima o teu recanto é simplesmente maravilhosa, bem como todas as outras que se associam aos teus poemas. Tua forma de falar dos sentimentos e emoções nos mostra a delicadeza de tua alma. Um lindo lugar para se visitar sempre.

Deixo um ramalhete de violetas azuis enfeitando tua semana e um beijo no coração.

Sunshine disse...

Triste, mas belo como sempre o teu poema.

Não esqueças amiga ... empurra a porta ... há sempre uma luz ... uma esperança e a vida renasce em cada momento ...

Beijo com mt amizade e carinho

HOMEM (IN) COMUM disse...

http://www.youtube.com/watch?v=kMr6nzKDsfc

Gerlane disse...

Querida, como poetisa, bem sei que existe beleza também na dor e na tristeza, mas também sei que essa sensibilidade é capaz de encontrar um motivo para renascer, e que seja este o amor, o mesmo amor que nos faz morrer, poderá também nos fazer viver.

Beijos pra ti!

poetaeusou . . . disse...

*
amiga
até ás 24 horas
tens um presente
no meu cantinho á direita
,
pilipares
,
*

Carla disse...

mesmo sofrida a vida tem um valor incalculável
beijos

Dias disse...

Incrivel a modernidade dos teus novos ritmos, quanto aos conteudos... é sabido que de partida em partida um dia se chega.

Beijo forte

markus disse...

GR,
Eu terminaria assim " ... e parto enfim liberta, para a minha vida q agora começa!...".
As tuas palavras estão carregadas de sentido e de triste
sensualidada .
Beijos*****************

Maria Clarinda disse...

Que bom foi voltar a ler-te, este poema está lindo ...com ele nadei no Lago Real.
Jinhos muitos

Késia Maximiano disse...

Profundo e intenso.

O Profeta disse...

Profundamente...profundo...


Doce beijo

Sunshine disse...

De passagem para te deixar um beijo amigo ...

mundo azul disse...

Belos e tristes os seus versos...
Por que será que os poemas mais bonitos, são sempre os mais tristes?


Beijos de luz e o meu carinho!!!

O Lobo disse...

Gostei muito da maneira como transmites sentimentos na tua escrita... continua que virei visitar mais vezes

Eärwen Tulcakelumë disse...

Querida Amiga Garça Real

A morte significa o renascimento para a vida real , assim, então, vislumbro o teu renascer...
Triste, mas belo, assim são as palavras que saem da alma...
Abro as asas e sigo um pouco contigo.

Pérolas incandescentes de renascimento, retiradas da nascente do rio de lava do meu mundo.

Com carinho

Eärwen

Beatriz disse...

Sem nova postagem para admirar deixo-te uma orquídea lilás e um beijo enfeitado de sorrisos, para te desejar um lindo final de semana.

janelasdavida disse...

Lindo poema, forte, intenso... Mas, não se esqueça, a vida é um presente! Vale à pena, apesar de tudo! Bjs!

Nilson Barcelli disse...

Mas não morreste... eheheh...
Tenho gostado de todos os poemas.
Se comento é apenas por este ou aquele pormenor.
Aqui, por exemplo, foi pelo inusitado do último verso.
Beijo.