segunda-feira, 3 de dezembro de 2007




Colhi uma rosa vermelha...
Tirei-lhe as pétalas, lancei-as ao vento
Abri-lhe a corola, como se meu coração fosse
E com cuidado, para não ferir o sofrimento,
Encerrei lá dentro o amor e uma recordação doce.
Olhei-a triste...Desfolhada
Encostei-a a mim, dei-lhe uma ternura
Beijei-a ao de leve e cheia de doçura.
Corri então ao sabor do vento, desalmada
Apanhei as pétalas ainda esvoaçantes
Recoloquei-as uma a uma
E da corola fi-las amantes.
Pensativa, olhei a rosa
Quando notei que havia uma carência
Era a pétala...
Da tua ausência.

Garça Real





45 comentários:

Lu@r disse...

A ausência mata lentamente...

Mais um texto encantador neste sublime blog.

Beijo

Um Momento disse...

E na pétala dessa auséncia , acaricio eu a rosa contigo
Num sorrir enternecido
Por tão lindos sentires exprimidos
Rosa , pétalaa...no coração...abraçadas...com um sorriso
Beijo em ti...com carinho
(*)

Pena disse...

Que bela melodia ao sabor de uma rosa desfolhada.
Quantas pétalas jorram de si e acertam nos alvos exactos e precisos? Inúmeras. Pela ternura, pelo encanto, pelo carinho que brotam sem cessar. Infinitas rosas decoradas com pétalas sensíveis e enternecedoras. Uma magia que se descobre e arrebata com significação profunda de maravilha intensa.
Quanto talento..! Quanta delícia feita num versejar puro, belo e terno.
Maravilhoso poema!!!!!!!!!!!
É linda!!!!!!!!!!!!!!!!
Parabéns. Aforei! Quem não gostaria? Ninguém, acredite. Sou sincero.
Beijinhos amigos de profunda estima.
Com respeito, admiração e encanto

pena

poetaeusou . . . disse...

*
pétala ausentada,
incerta,
desfolhada,
,
bjis
*

POETA VAGABUNDO disse...

adorei o final...
beijo vagabundo menina do lago

POETA VAGABUNDO disse...

adorei o final...
beijo vagabundo menina do lago

MEU DOCE AMOR disse...

Sim...encostei-a a mim e aqui ficou.

Bem lindo

Um beijinho doce

Sol da meia noite disse...

Acho que já tentei fazer algo assim parecido...

Beijinho

Som Do Silêncio © disse...

Ai a ausencia...
Quanto custa ela...

Beijos Serenos

efeneto disse...

Olá amiga, fiz a rectificação da cor do texto e foto da amiga *sunshine*. Espero que se leia melhor.Um beijo.

rui disse...

Olá

É lindo este poema!
Adorei este desfolhar de lindas palavras.

Beijo

O Profeta disse...

Pelo caminho da minha lembrança
Semeei o vago na tua procura
No tear da incontrolável vontade
Teci-te um manto da…seda mais pura…

Esta é uma preciosa vontade minha
Vinda do fundo do coração
Que tenhas mil venturas este dia
E nunca percas a paixão

Boa semana


Mágico beijo

Mário Margaride disse...

Querida Garça,

Belo este poema! Um pouco triste. Mas de rara beleza!

"Colhi uma rosa vermelha...
Tirei-lhe as pétalas, lancei-as ao vento
Abri-lhe a corola, como se meu coração fosse
E com cuidado, para não ferir o sofrimento,
Encerrei lá dentro o amor e uma recordação doce."

Beijinho doce...

Kalinka disse...

Pelo meu kalinka podem encontrar algumas sugestões para os próximos dias:
NORTE - Festival Internacional de Marionetas e Cinema de Animação, decorre em Afife de 1 a 8 de Dezembro, e promete um festim de projecções e actuações provenientes de diversos países. A programação inclui ainda um projecto, o FESTAFIFE ANDANTE, que sairá do Casino Afifense para visitar os concelhos de Caminha e Paredes de Coura. O teatro de marionetas será pretexto para uma festa aberta a todas as tendências, aguçada pelo mote “Ainda és capaz de despertar a criança que está dentro de ti?”
CENTRO - A Feira Nacional de Artesanato e Gastronomia da Marinha Grande regressa ao Parque Municipal de Exposições, de 30 de Novembro a 9 de Dezembro, com o objectivo de divulgar o artesanato, a gastronomia, o folclore, a etnografia e a música popular portuguesa.

E...divulgo uma lojinha na net, da minha sobrinha, se quiseres dá uma espreitadela.

Beijitos.

C Valente disse...

Pétala que o perfume vai desvanecendo, perdurando a ausência, mas não arrefece a memoria.
Lago tranquilo para o encanto da Garça
Saudações amigas com um beijo
PS. Deixo um convite

C Valente disse...

Pétala que o perfume vai desvanecendo, perdurando a ausência, mas não arrefece a memoria.
Lago tranquilo para o encanto da Garça
Saudações amigas com um beijo
PS. Deixo um convite

efeneto disse...

Eu sou como a garça triste
Que mora à beira do rio,
As orvalhadas da noite
Me fazem tremer de frio.

Me fazem tremer de frio
Como os juncos da lagoa;
Feliz da araponga errante
Que é livre, que livre voa.

Que é livre, que livre voa
Para as bandas do seu ninho,
E nas braúnas à tarde
Canta longe do caminho.

Amiga, fui á "doce" colocar estas palavras para ver se ela aprende, pois acho que quer que voçê vire perú...e nesta época é um perigo...já sei, ainda não comentei mas já reparei...quando venho aqui para comentar, tenho que trazer o espirito diferente e agora estou mais numa de nétinho...já volto...beijito.

Cöllyßry disse...

A ausência é como petala,o sentido vai murchando pelo caminho...

Que renasça de cor viva...

Bjca doce

fotógrafa disse...

Quanta inspiração...
Belo poema,obrigada por este momento e também pela passagem pelo meu cantinho.

Um abraço

efeneto disse...

"A Doce anda a correr....:)"
...mas ela virou ave pernalta??...

MEU DOCE AMOR disse...

A correr...tenho que ir lavar a loiça.

Então vamos acampar aqui?Sempre compraste aquilo?Os pratos para fazer tiro ao alvo?

Foste da ideia...agora...

Já venho:)))

efeneto disse...

A vida do poeta é sempre um sonho
Os quais, às vezes, versos não traduzem
Mensagens puras que neles deponho...
São as saudades longas que reluzem.

É este o sentido que me apraz dizer em relação á sua rosa.
O sonho de...,a ternura, a mensagem pura...
Enfim. Divino.
Beijo de amizade sem espinhos...

PREOCUPAÇÕESQUASEDIÁRIAS disse...

Olá.Muito trabalho.

Lindo poema.Adorei.

Ofereço um beijo

lua prateada disse...

Amiga deixo cair em cada pétala uma onda de saudade de um dia tambem uma rosa desfolhar e a deixar o vento levar...........Beijinho prateado com carinho
SOL

Eärwen Tulcakelumë disse...

Como doi em nós a ausência do ser amado...

Pérolas incandescentes de presença do amor.

Eärwen

Betty Branco Martins disse...

OLá GarçaReal







__________vim conhecer







este teu_____"espaço"




que convida a ficar-estar e







_______________voltar:))





se não te importares voltarei:))





beijO

Lu@r disse...

Deixo um beijo matinal bem grande e terno.

PoesiaMGD disse...

Encantador, de facto!
Um abraço

markus disse...

Lindas e tristes as tuas palavras que falam da ausência de UM AMOR. A vida é mesmo assim, quem sabe se outra pétala virá?...
Uma boa semana.Bjos:)))***

C Valente disse...

Boa noite com um beijo de amizade

rosa dourada/ondina azul disse...

Toda a beleza tem um senão, e essa bela rosa, tem-no também, na ausência ...


Querida Amiga,
Um beijinho te deixo,

Dias disse...

Já várias vezes te temos lido a entrar por estilos mais fantasticos, era expectavel que em breve assumisses em pleno uma viagem por essas estradas que quando escritas pelos "amigos" muito me agradam.

"E da corola fi-las amantes" é lindissimo, o verbo e o conceito.

Li-te a Preto, Branco e Magenta, sempre conduzido pelo pesar da ausencia, e li-te com muito prazer (desculpa) no verbar, no entregar, e no sentir.

Beijo imenso miuda

Palavras ao vento disse...

Mais um texto espectacular... Escrito com a palete dos sentimentos.

Obrigada, minha Garça Real, por me encantares neste teu lago...

Beijinhos

gaivota disse...

tão lindo, ou linda, essa rosa, desfolhada, sem pétalas, com ausências...
muito bonito
e para ti também, que já vi que também gostas, o som do piazzolla na vos de gardel...
y viva buenos aires, precioso...
caminito...
beijinho também para ti

MIMO-TE disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pena disse...

Querida Amiga:
A imensidão de ternura e beleza que pode fazer uma rosa vermelha por si decorada com encanto.
Quando abro uma rosa equiparo-a a uma doce princezinha de sonho.
Você é linda e terna no versejar de uma pura rosa cuja pétula ausente só pode ser a sua. Que enternece. Que encanta. Que deslumbra.
Que doçura vai no seu coração puro.
Oferecer-lhe-ia uma corola linda para que não fosse capaz de conceber ou sequer de imaginar uma ausência que só pode ser a sua ausência.
Que extraordinário sentir!
Brota de si com magia doce.
Lindo!!!Lindo!!!
Escreve deliciosamente e brinca ternamente juntando letras de ouro que cintilam em si com amor.
Um amor intenso à vida!

Beijinhos muito amigos e de encanto.

pena

Gerlane disse...

Que bom passar por aqui!
Quanta suavidade em teu blog e, beleza em teus versos!

Abraços,

Gerlane

MEU DOCE AMOR disse...

Olá meu Anjo lindo:

Olha ,nãp posto ,pois ando muito ocupada.Mas quando tenho um tempinho ,é para visitar os amigos por estes lados,pois são ainda mais importantes do que as meras palavras que possa escrever.

Um beijinho doce e então?

Sei que tens novidades:)Vá lá...como te conheço!

Lu@r disse...

Deixo um beijo bem grande cheio de ternura nos teus lindos lábios.

markus disse...

Com votos de bfds deixo um carinho e

“A pureza de um dia


A riqueza de um afago no olhar
A firmeza dos corpos tangível
A largueza das mãos a sonhar
A nobreza das almas invisível

Hoje escrevo sobre a pureza
De um dia simples que acabou
De um Mundo sem tristeza
E que em pensamentos ficou

Bjos***************

Lumife disse...

Como se costuma dizer amigo de meu amigo meu amigo é... entrei aqui através do Palavras ao Vento e gostei.

Voltarei após esta quadra pois estarei ausente e sem hipóteses de contacto.

Votos de Boas Festas.

Som Do Silêncio © disse...

Vim me deleitar com o aroma da tua rosa e deixar-te um beijo perfumado :)

Diannus do Nemi disse...

.

A pétala se foi... Mas ela pode voltar.

Beijos.

.

Pena disse...

Querida Amiga:
Passo para lhe expressar que compõe palavras muito belas nos seus deliciosos textos poéticos.
Um Excelente fim-de-semana e votos que tudo corra para si como deseja e anseia.
Vou ausentar-me no Sábado. Vou passear o fim de semana. Descobrir o encanto de Ser, num mundo lindo.
Até lá.
Beijinhos de profunda amizade e imensa estima.

pena

darkinha disse...

que texto magnifico... bjs