quarta-feira, 6 de janeiro de 2016




Pétalas





De pétalas vermelhas me vesti
Quando a noite me absorveu
Na sombra do teu olhar me perdi
Nesta ânsia desse toque que é só teu.
E quando a noite comunga este encanto
Nos lençóis aquecidos  em noite de breu
Por nossos corpos escaldantes
Ela cobre-nos protectora como um manto.
Baila a miscelânea de perfumes 
Pairando no ar em toques de amor
Onde a vela transmite a força deste ardor
E ilumina momentos amantes.
Frutos tropicais em teu corpo verti
Em manjar de deuses doei-te  o sentir
E somente para ti...
De pétalas vermelhas me vesti.


Garça Real





22 comentários:

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Votos de um Bom Ano Novo....
Cumprimentos

Maria Rodrigues disse...

Sensual e belo como pétalas vermelhas.
Beijinhos
Maria

Mar Arável disse...

... e já é tanto

bj

Pedro Coimbra disse...

Um post muito florido, muito perfumado.
Boa semana

Mário Margaride disse...

Belíssimo poema, amiga Garça!

Votos de uma excelente semana.

Beijinhos

Reflexos e Sinais da Alma disse...

Olá Menina,
Sempre belos estes poemas de amor :)
Bjinhos
Luis de Sousa

São disse...

Que existam sempre pétalas... aí no Lago


Beijinhos

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Belo e sensual poema.
Gostei.
Um abraço e bom fim de semana.

CÉU disse...

É nessas noites que fazemos nascer flores destinadas a um só amor.
Gostei e senti o talentoso e imaginativo poema.

Beijos.

ॐ Shirley ॐ disse...

Pétalas vermelhas numa noite perfumada pelo amor... É preciso mais?
Beijos, amiga!!!

Fá menor disse...

Pétalas de paixão.
Bj

O Árabe disse...

De pétalas vermelhas... e poesia, não? Belo texto, amiga, excelente imagem! Boa semana, obrigado.

A.S. disse...

A delicadeza das pétalas macias
perdendo-se entre rubros desejos
palavras intensas, belas, sensuais,
deliciosamente excitantes!...

Beijos!
AL

Maria Rodrigues disse...

Passei para deixar um abraço
Maria

Anónimo disse...

Boa tarde amiga.

Passei aqui... para deixar o meu abraço, e para dizer-te que foi bom para mim, ter visitado e conhecido este lago de águas límpidas.
José.. do Reflexões e outras divagações.. que foi bloqueado

Mário Margaride disse...

Olá amiga GARÇA! Passei por aqui, para te desejar um bom resto de semana.

Beijinhos!

Jaime Portela disse...

Do amor, nascem pétalas e outros atributos que o adornam de afetos.
Magnífico poema, belo e sensual.
Bom fim de semana, Garça Real.
Beijo.

Maria Rodrigues disse...

Passei para deixar um abraço
Maria

Evanir disse...

Minha Amiga Querida.
Estou aos poucos passando nos blogs de quem realmente
sinto que tem carinho por mim.
E depois de tantos anos conheço quem valeu a pena ter conhecido
hoje superei um pouco das maldades que fizeram comigo.
Linda Garça poetisa querida agradeço de coração todo seu carinho
nunca vou te esquecer.
Ao completar 11 anos de blog venho agradecer por fazer parte
da minha história.
Deixei um mimo na postagem se for do seu gosto
ofereço com todo carinho.
Mas entenderei se não tiver habito de colocar
mimos nos seus blogs.
Um feliz e abençoado final de semana
beijos mil sua amiga.
Evanir.

Vieira Calado disse...

Um belo ritmo, sem quebras!
Saudações poéticas!

CÉU disse...

Minha querida,

Espero que se encontre bem. Aqui, tudo satisfatório.

Ainda não há nova publicação por aqui, mas "depressa e bem não o faz ninguém", para além de outros possíveis fatores. Fico a aguardar!

Bom fim de semana.

Beijos.

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Garça.
"Pétalas vermelhas" - da cor da força, que é como deve ser, para presentear o amor que se quer forte: "Em manjar de deuses doei-te o sentir" - bonito.

bj amg