quinta-feira, 9 de setembro de 2010







Não sei se teu corpo é fascinação
Se nele me perco no sonho de te querer
Sinto que em mim escorre emoção
Ou serão só laivos do coração?
O calor da junção não tem medida
Pois encontrou minha alma na estrada da vida
Mas o sentir é desmedido
Teu querer não faz sentido
É loucura ou talvez amargura
Sorves a vida quando está congelada
E depois na pausa inesperada
Não sei se partes ,
Se tua mão a minha segura
Se vives um outro amor
Envolto no momento de esplendor,
Ou se ficas em mim
Para então gravares
Palavras e sonhares
Envoltos....
Em laços de ternura




Garça Real






21 comentários:

Pena disse...

Perfeita e Preciosa Poetiza Amiga:
Registo pelo encantador sentimento latente num extraordinário e emotivo versejar de beleza imensa:
"...Sinto que em mim escorre emoção
Ou serão só laivos do coração?
O calor da junção não tem medida
Pois encontrou minha alma na estrada da vida
Mas o sentir é desmedido
Teu querer não faz sentido
É loucura ou talvez amargura
Sorves a vida quando está congelada
E depois na pausa inesperada
Não sei se partes ,
Se tua mão a minha segura..."

Dúvidas de sensatez e sobriedade.
Talvez, seja de um Anjo enorme que é poeta, VOCÊ!
Maravilha e enternecimento, é o que chamo a este doce e soberbo poema.
Parabéns pelo seu sentir magistral.
Beijinhos amigos de pureza perante a sua ternura e beleza.
Com respeito e admiração constante.

pena

Excelente. Bem-Haja, amiga de encanto poético.
MUITO OBRIGADO pela sua visita doce e atenciosa no meu blogue que adorei.
É uma honra estar aqui.

poetaeusou . . . disse...

*
que belo poema,
parabéns,
,
duvidas amargas
nascidas da palavra SE
perdidas nas emoções,
onde o esplendor do querer
abraça o mar da ternura !
,
pilipares soando,
entre as orlas do lago.
,
*

Lynce disse...

Uma vez mais e para não variar, adorei mais este teu post.
Beijinhos minha virtualissima amiga.
:)))

Eduardo Aleixo disse...

Que saudades tinha do lago! E de ver a Garça.
Desta vez em voo melancolicamente incerto, mas sempre de pipilar doce.
Os cantos do bico da ave transmitem às águas a mensagem do amor.
Foi bom revisitar a paisagem serena, embora com momentos de dúvida.
Um beijo e obrigado pela tua visita.

Sonhadora disse...

Minha querida
Nunca sabemos o que o outro pensa.

Ou se ficas em mim
Para então gravares
Palavras e sonhares
Envoltos....
Em laços de ternura

Maravilhoso poema.
Estou recebendo os amigos por um ano de blogue e tu és considerada minha amiga.

Bejinhos
sonhadora

Paulo disse...

Garça do Lago Real, o poema está fantástico e enriquecido por analogias da vida que deu gosto ler. Ao gostar, permiti-me em apreço elaborar esta quadra:

Com laços de ternura, uniste a sem medida junção
O corpo pode ser fascinação quando temos vontade
Pode ser elegância quando transpira sensualidade
Faz sentido sonhar e bem querer com o coração.

beijinho amigo e fofo *_*

tulipa disse...

OLÁ AMIGA DO LAGO
Que bela e perfeita Poetisa tu és.
Fico fascinada ao ler tuas sedutoras e sentidas palavras.

Se quiseres visitar os meus blogues, fica já a par dos temas que poderás encontrar:
Num deles faço uma homenagem merecida a um amigo da blogosfera, pelos anos de contacto que estabelecemos e já faz parte dos meus amigos reais, deixou de ser apenas virtual.
No outro blog apresento o discurso de Winston Churchill proferido há 64 anos - mas podia perfeitamente ter sido proferido no dia de hoje, tal a actualidade subjacente ao seu conteúdo. Foi em Zurique, a 19 de Setembro de 1946.

A semana está quase a terminar, votos de excelente fim de semana.
Beijos.

Vieira Calado disse...

A ternura fez um belo poema!

Beijoca

São disse...

Nunca sabemos perfeitamente aquilo que faz a nossa fascinação por alguém...
Gostei di poema.
Abraço.

gaivota disse...

laivos do coração... em laços de ternura!
será???
lindo poema, garça amiga
beijinhos

Phoenix disse...

que LINDO! "laços de ternura".. acho q o teu poema não precisa sequer de comentários..adorei =)
*******

Nilson Barcelli disse...

A ternura no amor é uma coisa doce que vale a pena ser vivida.
Belo poema, gostei muito das taus palavras.
Querida amiga, boa semana.
Um beijo.

Eduardo Aleixo disse...

Bom domingo te deseja o À Beira de Água

Pena disse...

Perfeita Poetiza Amiga:
Escreve com beleza.
Quando cria poesia delicia e fascina.
Parabéns pelo seu admirável e fabuloso sentir a poesia que parece já ter nascido consigo.
Beijinhos amigos.
Com respeito imenso pela que concebe de forma sublime.
Sempre a admirá-la

pena

MUITO OBRIGADO pela ternura que expressou no meu blogue.
Bem-Haja, enorme poetiza amiga.
Adorei.

Valter Montani disse...

Lindo texto parabéns amiga Garça!
grato pela parceria, por sua presença e comentários sempre carinhosos, tenha um bom dia!

"Quando o homem é movido pelo ódio,
a ira apenas o conduz à destruição.
Mas, se movido pela beleza do amor
faz obras Divinas e sem comparação."

© Valter Montani

O Árabe disse...

Assim é, Garça amiga: fascinação é, para nós, a pessoa amada! :) Boa semana.

Nilson Barcelli disse...

O amor, o querer, nunca são loucura...
Mas o teu poema é muito bom. Gostei, minha querida amiga.
Beijos.

poetaeusou . . . disse...

*
espretei,
e fui !
,
pilipares,
,
*

sonho disse...

Não é loucura...é amor...
Beijo d'anjo

gaivota disse...

minha querida, todos os anos passo por viseu... não nesta altura, mas em março, normalmente, almoçamos no cortiço, damos uma volta pela cidade e rumamos a norte!
quando se voltar a proporcionar, apito!
até pode ser que calhe em breve, pois estamos a pensar ir uns dias até s.pedro do sul
beijinhosssss

Vieira Calado disse...

Palavras de ternura

são sempre poéticas!

Beijinho