quarta-feira, 1 de abril de 2009








A força e intensidade do amor
Está na paleta da cor,
Ali a tinta escorre lenta
Mostra o tom que a alma acalenta.
O voar entrega a cor do amar
O sonhar entrega a cor do imaginar,
O querer a cor da beleza
De um momento de singeleza.
O sentir a cor do florir
Mas, a intensidade da paixão,
Tem a cor forte daquela entrega
Que é.....
O grito do coração.





Garça Real





21 comentários:

Marta disse...

Olá,
Gostei deste poema, sem título, mas que ao lermos somos transportados para o mundo das cores, podemos atribuir ao sentir a cor do florir como refere, ao sonhar a cor do imaginar...

:)
Gostei e voltarei.
beijinho

Valter Montani disse...

Minha querida Garça..

O que pode um cavaleiro,
diante da fera da paixão?
senão entregar as suas armas
e render-se de corpo e coração!

bjs e sucesso!

Pena disse...

Simpática Amiga:
Um grito profundo do seu coração gigante.
Um delicioso e soberbo poema de maravilhar e enternecer.
Tem um valor pessoal, social e humano lindos. Significativos de pureza e beleza no que faz...
Brilhante!
Agradecido pela visita adorável.
Beijinhos amigos de imenso respeito.
Adorei!

pena

As suas mãos devem ser feitas de ouro quando verseja.
Uma Páscoa repleta de felicidade junto dos seus.

poetaeusou . . . disse...

*
grito
ao mar da entrega,
voando na paleta irisada,
sentir florido
na intensidade da cor,
,
pilipares para o GrandeLago,
,
*

HOMEM (IN) COMUM disse...

Hoje...
Aqui no Brasil...
Primeiro de Abril...
É o dia da mentira!!! Viu?

(rsrs)

HOMEM (IN) COMUM disse...

Somos pintores do mesmo quadro.

Oliver Pickwick disse...

A escala cromática do seu lago continua cada vez mais bela, querida amiga. Não tenho dúvidas de que amar é um verbo transitivo direto, e "colorido" também.
Um beijo!

Izinha disse...

Lindo poema amiga, nos transporta ao mundo do amor, da paixão, com uma delicadeza q só vc sabe definir.

bjos prá ti!

HOMEM (IN) COMUM disse...

Entre encontros e desencontros, quem sabe não poderemos tricotar uma colcha com diversas cores?

sapce_angel_sp@hotmail.com

rosa dourada/ondina azul disse...

Que através da via do Amor, pintes as mais belas cores nos teus quadros imaginários :)

O Lago na Primavera deve estar Lindo, com o verde a envolvê-lo!

Beijinho,

o teu reiiiiiiiiii disse...

Um grito ...profundo ...do seu coração... gigante.
adorei...minha rainha...

Peter Pan disse...

Um Lago Real belo. Feito de pureza em majestosos e belos poemas que sensibilizam e cativam.
Bem-Haja!
Beijinhos pelo seu encanto nos poemas sensíveis e lindos que saiem de si

p.p.

Importante e imprescindível espaço na Blogosfera...!

© efeneto disse...

No sofá amarelo
prenhe de promessas
aguardo o teu corpo
que vestes para me encantar.

Assiste-nos a luz difusa
do projector da sala
e os sinos dos templos
anunciam aleluias.

Sôfregos que somos
de tudo nos desfazemos.

Nada está entre nós
só o fogo que em nós arde
até ao silêncio do infinito.

Seja no sofá ou na praia
venho deste modo desejar um fim de semana
cheio de paz e amizade na companhia de quem mais ama.

preto [e] branco disse...

As cores são belezas que nos alimentam a mente e a alma. Elas desenham o nosso sentimento e dão alegria ao amor.
O teu poema é cor, é desejo e expressividade nas palavras que, tão bem as conjugas, dando-lhes a tal cor de sentimentos.

bj...nho

Multiolhares disse...

Gostei muito do poema, mas a foto também esta fantástica,
como símbolo da vida dos 4 elementos, um conjunto maravilhoso
beijos

Mário Margaride disse...

Sem dúvida querida amiga.
O grito do nosso coração, ecoa dentro de nós de tal forma, que nos sentir, o sentir, que transportamos para as palavras. Como este belo poema, o ilustra.

Um bom fim de semana!

Beijinhos doces...

Mário

gaivota disse...

um lindo poema, mais uma vez, a cor da paixão é de facto a intebnsidade do grito do coração....
beijinhosssssssss

tulipa disse...

Comemoro o 1º aniversário do meu blog "DeAbrilemdiante", no entanto, não faço qualquer festa como é habitual em mim, devido ao momento de luto que atravesso pelo falecimento da minha sobrinha Tânia.
...Foste tu que me meteste o bichinho dos blogues, foste tu que me incentivaste a escrever, elogiaste sempre a minha escrita e, através de ti tive um blog que durou 3 anos, há 1 ano criei este com a tua ajuda, passo a passo e depois ainda voltei a criar um outro mais virado para as minhas fotos e viagens pelo Mundo.
Neste dia a homenagem é feita a ti, minha "pikena".

Votos de boa semana.
Beijos.

MEU DOCE AMOR disse...

O Eterno grito da sublimação...

Beijinho doce

Nilson Barcelli disse...

Gostei do teu poema, é excelente.
Conseguiste interligar muito bem cada estado a uma definição (colorida...). Inteligência poética e não apenas inspiração...
Boa semana e Páscoa Feliz,
Beijo.

O Árabe disse...

Bem dito, amiga: escorre lenta, a tinta do amor. :) Belo poema! Boa semana.